Polí­cia

A equipe de policiais civis de Augustinópolis, em operação conjunta com a Superintendência de Investigações Criminais do Maranhão (Seic/MA), cumpriu, na tarde dessa segunda-feira, 06, os mandados de prisão temporária em desfavor de três dos quatro envolvidos no crime de extorsão mediante sequestro, praticado contra um funcionário do Banco do Brasil de Augustinópolis, na madrugada do dia 02/07. No crime, popularmente conhecido como “sapatinho”, foram feitos de reféns a esposa e os filhos do gerente do banco, cobrando uma quantia de R$ 500.000,00 pelo resgate.

A operação, comandada pelo delegado Eduardo Morais Artiaga, da 10ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araguatins (10ª DRPC), ocorreu simultaneamente nos municípios de Imperatriz, no Maranhão, e Sampaio, no Tocantins. Em Imperatriz, foram presos Sidney S. S. e Daniel C. de S., que já possuem passagens pela polícia por roubo. Já em Sampaio, foi preso Fabrício F. dos Santos S..

Segundo o delegado Eduardo Morais, após a operação, os presos informaram que, devido à tentativa frustrada contra o funcionário do Banco do Brasil, eles já estavam se organizando para praticar outro sequestro em Augustinópolis. Todos já estão recolhidos na Cadeia Pública do município, à disposição da Justiça.

As investigações para elucidação do crime contaram com o delegado de Polícia de Augustinópolis, Alicindo Augusto Celestino de Souza, bem como o juiz de Direito, Jefferson David Asevedo Ramos, e o promotor de Justiça do município, Paulo Sérgio Ferreira de Almeida. (Ascom SSP)

Por: Redação

Tags: Augustinópolis, Polícia, Polícia Civil