Saúde

Foto: Divulgação

A partir do mês de agosto, o Centro de Controle de Zoonoses de Gurupi (CCZ), vai retomar as castrações em cães e gatos. O serviço começou a ser feito em Junho e já foram quase 30 animais castrados na cidade. O município está realizando cadastros das pessoas interessadas no serviço.

Segundo o Coordenador do Centro de Zoonoses, Henrique de Alencar, todas as pessoas que são de baixa renda podem procurar o CCZ para fazer o cadastro dos animais. “Primeiro a pessoa precisa levar o animal para fazer o cadastro e encoleiramento, além disso, a família também precisa comprovar que tem baixa renda”, disse o Coordenador, através dos dados pessoais.

Os cadastros são feitos nas segundas e terças-feiras. Já as cirurgias acontecerão nas quintas e sextas-feiras.  O animal precisa ficar um dia de jejum antes dos procedimentos.

Prioridade

Segundo o Centro de Controle de Zoonoses, a prioridade do serviço na primeira etapa, será para os animais de rua, que serão recolhidos pelo CCZ, passarão por teste de Calazar e depois farão o procedimento cirúrgico. Esses animais também ficarão a disposição para doação.   

“Estamos trabalhando juntos em todas as esferas da nossa cidade. O trabalho realizado pelo CCZ é muito importante e sem dúvida, precisa de uma atenção redobrada. Esse trabalho de castração é fundamental. Um dos objetivos também é controlar a população canina e felina, além de evitar as doenças”, disse o prefeito Laurez Moreira.

Para Leda Perine, da Associação Vitória dos Bichos a parceria e empenho da Prefeitura de Gurupi está sendo muito importante. “Gurupi tem evoluído e essa atenção do Executivo com relação à castração dos animais foi um passo importante”, disse Leda.

Dados

Atualmente em Gurupi, são mais de 12 mil cães e cerca de três mil felinos. O CCZ realiza de 60 a 80 atendimentos todos os dias. 

 Castração e procedimentos 

A cirurgia é simples e é feita com anestesia geral, que dura em média uma hora, em machos. Para as fêmeas, o processo é mais demorado um pouco. O animal não precisa ficar internado e leva em torno de uma semana para se recuperar totalmente. Os pontos são retirados 10 dias depois. 

Nas fêmeas é retirado o útero, ovários e trompas. Nos machos pode ser a vasectomia ou a retirada dos testículos. (Secom/Gurupi)