Campo

Foto: Divulgação

A cultura do feijão é uma produção em franca expansão no Tocantins. São três safras, e com estimativa de crescimento conforme 10º levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de 5% para esta safra 2014/2015, com produção de 18,87 mil toneladas. Neste momento o Estado está na 3ª safra, pois na região dos Cerrados, que abrange os estados de Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso e Tocantins, as semeaduras são realizadas com o fim do período chuvoso.

Segundo o engenheiro agrônomo da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Anderson Pereira a 3ª safra, ou feijão irrigado ou de inverno, é uma alternativa de aproveitamento de áreas propicias a irrigação. “A produção mantém os preços do produto mais estável, sem grande flutuação devido à entressafra e ter sempre produto de boa qualidade, tendo em vista que o feijão envelhece muito rapidamente perdendo a qualidade culinária”.

De acordo com o engenheiro, outra vantagem, e na produção de sementes, numa época de clima mais ameno, menos afetado por doenças e pragas. “O plantio irrigado favorece a cultura do feijão, pois, o sistema permite controle da água na lavoura. Com isso, a planta não tem estresse hídrico nos estágios mais importantes no seu desenvolvimento, desde a germinação, floração e enchimento das vagens”, complementou.

Safra 2014/2015

O levantamento da Conab apresenta que a produção da primeira safra colheu 3,38 mil toneladas de grãos, 33,5% a mais em relação à safra passada, 2013/2014, quando foram colhidas 2,54 mil toneladas. A 2ª safra apresenta o maior número, com produção de 13,24 mil toneladas. A previsão da 3ª safra é de colher 2,25 mil toneladas de grãos.

O cultivo do feijão mostra avanços também na produtividade, com previsão de 860 quilos por hectare, aumento de 1,2% na safra atual, destaque para a terceira safra (irrigada), quando a produtividade esta prevista para 1.215 quilos por hectare, quase o dobro da primeira (sequeiro), que foi de 707 quilos por hectare. A área de plantio teve um aumento de 4,01%, subindo de 21,09 mil hectares para 21,95 mil.

O plantio de feijão no Tocantins está concentrado nos municípios de Araguaína, Colinas do Tocantins, Lagoa da Confusão, Formoso do Araguaia, Paraíso do Tocantins, Gurupi, Porto Nacional e Dianópolis.