Estado

Foto: Divulgação

O município de Taguatinga, no sudeste tocantinense, terá que pagar com multas, juros e encargos o valor total de R$ 2.856.678,87, referente ao não pagamento do INSS, PASEP e aposentadoria dos anos de 2010 e 2011, que não foram repassados aos órgãos competentes.

A Prefeitura ficou ciente da situação após receber em maio deste ano cartas de cobrança da Receita Federal – RF referente ao não recolhimento desses impostos. Para não se vê impedido de firmar convênios indispensáveis à população, o prefeito Eronides Teixeira solicitou o parcelamento da dívida e lamentou o ocorrido.

“Por erros de uma má administração da ex-prefeita Zeila Aires Antunes Ribeiro, a Prefeitura de Taguatinga e toda a população taguatiguense serão penalizadas pela irresponsabilidade da ex-gestora, visto que os recursos que serão direcionados para o pagamento do débito, que poderiam ser aplicados em melhorias para a comunidade. Além disso, consideramos uma afronta aos servidores e a população”, finalizou Eronides.   

Por: Redação

Tags: Prefeitura de Taguatinga, Taguatinga