Polí­tica

Foto: Divulgação

Na sessão da última terça-feira,11, o vereador Lúcio Campelo (PR), se reuniu com representantes da ATTM - Agência de Trânsito, Transportes e Mobilidade, juntamente com outros vereadores discutiram a situação dos agentes do órgão sobre possível ajuste salarial, que garantiriam a eles uma melhor aposentadoria.

De acordo com o vereador, caso o Executivo municipal resolva atender as reivindicações desses servidores, o impacto na folha de pagamento seria de apenas R$ 1 milhão por ano. Mas, segundo representante da prefeitura, não existe possibilidade de atender a demanda. "Fica claro que a prefeitura está tendo problemas orçamentários. A ATTM é um dos orgãos que mais arrecadam no município de Palmas. Esse ano deve  se aproximar de R$ 25 milhões, só com o IPVA. E não tem condições de atender as reivindicações?", questionou Lúcio Campelo.

O vereador ainda destacou que com as multas e os novos pardais instalados, esse valor a ser arrecadado se aproxima de R$ 30 milhões. "Mas a ATTM não tem recursos para resolver essa questão funcional", falou Campelo.

Para Lúcio é estranho a decisão do secretário Christian Zini não atender a demanda dos agentes, "quando vemos publicação no Diário Oficial do município, que a secretaria está executando um contrato de R$ 902.480,00 com locação de tendas. Ou seja, para alugar tendas, 10 mil cadeiras  e dois motores estacionários, tem dinheiro, mas para pagar os agentes não tem?".

Para o vereador é até compreensível a preocupação do secretário Christian Zini, "ele está preocupado com os agentes, quando pararem um carro em uma blitz encaminhar para debaixo de uma tenda para não ficar no sol. Ou de repente o secretário pretende fazer uma colônia de férias".