Estado

A cidade de Augustinópolis, na região do Bico do Papagaio, recebe amanha, 19, e depois, 20 de agosto a III Conferência Regional Conjunta de Direitos Humanos, uma promoção da Secretaria Estadual de Defesa e Proteção Social (Sedeps) que reunirá 26 municípios da região do Bico do Papagaio. Estas conferências vêm contemplando as microrregiões do Estado e são realizadas em parceria com conselhos e Comissão de Direitos Humanos.

O evento acontece na sede da Associação de Jovens Unidos a Cristo (Aconjuc), na rua Padre Feijó, s/n. A Sedesp vem convidando palestrantes das regiões para proferir palestras magnas. Já foram realizadas as conferências de Araguaína, no Médio Norte; Dianópolis, no Sudeste; e agora acontece no Bico do Papagaio. Ainda este mês será em Gurupi, no sul do Estado; e em setembro é contemplada a região de Paraíso do Tocantins.

Cada encontro elege também os delegados para participarem da Conferência Estadual em Palmas, no mês de setembro, onde serão discutidas as propostas resultantes das conferências regionais, para elaboração de documento com proposições que serão levadas à Conferência Nacional em Brasília, em maio de 2016.

O objetivo das Conferências Regionais Conjuntas é integrar as temáticas pela perspectiva da transversalidade, interdependência e indivisibilidade dos Direitos Humanos, considerando a necessidade de que o País conheça, promova e fortaleça políticas nas temáticas de criança e do adolescente, da pessoa idosa, das lésbicas, dos gays, dos bissexuais, dos travestis e dos transexuais, da pessoa com deficiência e de todos os direitos humanos de forma transversal.

“Fortalecer a participação social de forma ampla e diversa, de modo a interligar segmentos e políticas, resultando em uma ação conjunta de todos os públicos envolvidos com Direitos Humanos”, afirma a secretária Estadual de Defesa e Proteção Social, Gledy Braga. A diretora de Direitos Humanos, Maria Vanir Ilidio, espera uma grande participação dos municípios diante da III conferência realizada no Estado, e que as temáticas sejam discutidas por todos os segmentos presentes. Ressalta que  através das conferencias vão ser deliberadas ações para que o Tocantins implante sua política de direitos humanos.

Participam da conferência, a Diretoria de Direitos Humanos da Sedeps juntamente com as Gerências de Políticas e Proteção da Pessoas Idosa, da Diversidade Sexual e da Pessoa com Deficiência; e a Diretoria de Proteção dos Direitos da Criança e do Adolescente. Além das prefeituras, secretarias municipais, conselhos e sociedade civil organizada.

Participantes:

Augustinópolis,Araguatins, Aguiarnópolis, Angico, Ananás, Araguanã, Axixá do Tocantins, Buriti doTocantins, Carrasco Bonito, Cachoeirinha, Darcinópolis, Esperantina, Itaguatins, Luzinópolis, Maurilândia do Tocantins, Nazaré, Palmeiras do Tocantins, Riachinho, Sampaio, São Sebastião do Tocantins, São Miguel do Tocantins, São Bento do Tocantins, Santa Terezinha do Tocantins, Sítio Novo do Tocantins, Tocantinópolis, Xambioá e Praia Norte.