Campo

A Embrapa participa no Tocantins, nesta semana, do Circuito Tecnológico da Cadeia Produtiva de Grãos. É uma série de palestras, seguidas de debates, em três municípios: Gurupi, na região Sul; Porto Nacional, na região Central; e Mateiros, no Leste.

Os temas abordados pela Embrapa são o zoneamento de riscos climáticos (com o analista de pesquisa Balbino Evangelista e o pesquisador Jones Simon), pragas e doenças da cultura da soja no estado (com o pesquisador Leonardo Campos) e o cultivo da safrinha no Tocantins (com o pesquisador Rodrigo Veras).

O estado vem tendo crescente produção de milho na chamada safrinha, que na verdade é uma segunda safra, tamanha sua importância. Dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgados em agosto deste ano dão conta de que, em 2013/2014, a produção foi de 460,2 mil toneladas; já na safra 2014/2015, a estimativa é de que haja 744,6 mil toneladas. Ou seja, um aumento de quase 62% entre as safras.

Esse grande aumento de produção contou com acréscimo de 52% na área plantada, que passou de 100,9 mil hectares para 153,4 mil hectares de uma safra para outra. Mas não foi apenas isso; o mais importante é verificar aumento na produtividade média, que cresceu 6,4%, passando de 4,6 toneladas por hectare para 4,9 toneladas por hectare.

Soja 

O principal grão plantado no estado também apresenta números positivos. A soja teve uma produção em 2014/2015 de 2.464,4 toneladas, quase 20% maior que a produção da safra anterior, que foi de 2.058,8 toneladas.

Da mesma forma que o milho segunda safra, para a soja tocantinense houve tanto aumento de área plantada, como de produtividade. A área aumentou 13% entre as safras e a produtividade foi quase 6% maior na última safra em relação à anterior.

Por: Redação

Tags: Embrapa, campo