Estado

Foto: Divulgação

O governador Marcelo Miranda (PMDB) começou a anunciar na tarde desta segunda-feira, 24, as primeiras medidas de contenção e redução de despesa no governo. Não foi anunciado enxugamento na estrutura de secretarias. Estão presentes no Palácio Araguaia todos os secretários de governo que analisam ainda medidas fiscais que deverão ser tomadas para aumentar a arrecadação do Estado. A frustração de receita passa dos R$ 100 milhões, segundo os dados apresentados.

Não serão permitidos novos contratos de pessoal e estão suspensas ainda novas medidas e benefícios que venham aumentar as despesas. O governador determinou ainda que seja feita auditoria nas folhas de pagamento da Saúde e Educação, as duas maiores pastas do Estado. A da saúde, porém, como o Conexão Tocantins já informou, foi publicada semana passada no Diário Oficial do Estado.

O governador determinou ainda que todos os carros oficiais sejam recolhidos para a garagem central do Estado e o abastecimento será rigorosamente controlado. Os contratos de locação de imóveis serão todos reavaliados também.

Em conversa com os jornalistas o governador mandou ainda um recado para os adversários ao comentar a decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral – TRE de rejeitar o pedido de cassação por três votos a dois. “Quero dizer aos adversários que me vençam nas urnas e parem de querer vencer no tapetão”, chegou a dizer.

Arquivos Anexos