Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador professor Júnior Geo (PROS) levou à tribuna nesta terça-feira, 25, uma reflexão sobre a greve em esfera nacional, estadual e as dificuldades com o ensino municipal. Argumentou que na maioria dos casos, para chegar ao nível de greve, os servidores já tomaram medidas anteriores e procuraram diálogo com o poder público. Além disso, ressaltou que os objetivos de uma greve não são apenas por reivindicações financeiras, mas por condições favoráveis de trabalho e busca de uma educação de qualidade.

Para Júnior Geo, além de afetar os estudantes, as greves afetam os trabalhadores e a perspectiva de desenvolvimento de todos. “É resultado de um desgaste sequencial em busca de melhores condições de ensino e da construção de um país digno principalmente para aqueles que necessitam de uma educação pública de qualidade. Não estou afirmando que a greve é a única forma de luta, mas em muitos casos se vê como necessário”, afirmou Geo.

Por fim, o vereador chamou a atenção para a realidade da rede de ensino, para que os direitos dos cidadãos sejam reconhecidos através de condições dignas de trabalho para o desenvolvimento de cidadãos. “Essas lutas são parte da tentativa de fortalecer o movimento em busca de resultados melhores não apenas para a categoria, mas para a sociedade”, enfatizou.

Por: Redação

Tags: Atividade Parlamentar, Júnior Geo, PROS