Polí­tica

Foto: Divulgação

Indignado com o estupro coletivo de uma criança em ônibus escolar em Formoso do Araguaia, o deputado Wanderlei Barbosa (SD) repudiou veemente o caso na sessão da tarde desta quarta-feira, 26. O parlamentar alegou responder a cobranças que recebeu pelas redes sociais e pediu apoio para uma manifestação conjunta da Assembleia.

O parlamentar vai apresentar requerimento pedindo a Secretaria Estadual de Educação e aos órgãos responsáveis, providências, no sentido de proteger as crianças, principalmente aquelas da zona rural. Wanderlei criticou a retirada dos monitores das escolas que, para ele, deveriam acompanhar as crianças e garantir sua segurança. “O motorista não pode dirigir e cuidar de 20, 30 crianças ao mesmo tempo”, disse.

“Nós precisamos tomar providência, ela é grave, gravíssima, uma criança de sete anos e outra de cinco anos, foram abusadas por colegas de transporte escolar dentro de um ônibus”, criticou o parlamentar.

O caso

Em junho deste ano, duas meninas da zona rural, uma de cinco e outra de sete anos, sofreram abuso sexual dentro de um ônibus escolar no município de Formoso do Araguaia. Apesar disso, a investigação só começou em agosto, quando a Polícia foi informada.

Quatro adolescentes foram autuados, três por abuso sexual e um quarto por gravar o crime com um celular. Uma quinta participante, que seria uma menina de 11 anos, é suspeita de conduzir as vítimas até o fundo do ônibus, onde o ato foi praticado.

Acompanham o caso a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual. Segundo o deputado Wanderlei Barbosa (SD), o motorista foi demitido.

Por: Redação

Tags: Atividade Parlamentar, SD, Wanderlei Barbosa