Polí­cia

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou à Justiça, na última segunda-feira, 31, dois homens, residentes na cidade de Arraias, por formação de associação criminosa e furto qualificado de gado. Os crimes, segundo a denúncia, foram praticados entre janeiro de 2013 e agosto de 2015, consistindo em reiterados furtos de gado, que era vendido em Arraias e municípios vizinhos, inclusive do Estado de Goiás. Os dois denunciados agiam em conjunto com outras pessoas, que ainda não foram identificadas. 

Segundo a denúncia do MPE, assinada pelo promotor de Justiça, João Neumann Marinho da Nóbrega, a retirada do gado ocorria sobretudo em finais de semana, durante o período da noite e da madrugada. Em uma única fazenda, a quadrilha chegou a subtrair pelo menos 60 reses, em agosto deste ano, aproveitando que o proprietário e os empregados do imóvel estavam ausentes. 

Consta que um dos denunciados, que trabalha formalmente como comerciante em Arraias, atuava como mentor dos furtos, tendo, inclusive, comprado um caminhão modelo F4000 para viabilizar a prática criminosa. Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar, no dia 16 deste mês, quando transportava oito reses furtadas na estrada rural que liga Arraias a Paranã.