Polí­tica

Foto: Divulgação Deputado quer posicionamento do partido Deputado quer posicionamento do partido

Os deputados estaduais começam a analisar a permanência ou possível saída em alguns partidos. Em meio a algumas especulações de bastidores o Conexão Tocantins ouviu nesta sexta-feira, 4, alguns parlamentares sobre a situação partidária. Muitos deles estão ainda em processo de definição e preferiram não comentar o assunto abertamente.

O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Osíres Damaso (Democratas) negou que tenha intenção de sair da legenda, comandada no Estado pela deputada federal Dorinha Seabra Rezende e disse que não há possibilidade de ir para outro partido. “Vou permanecer no Democratas, vamos organizar o partido no Estado e trazer mais lideranças”, contou.

Outro que negou estar analisando troca de partido é Valdemar Junior do PSD, partido do deputado federal Irajá Abreu. “Pretendo permanecer firme e forte no partido. Está tudo tranquilo, o partido sempre me deu suporte e tranquilidade não tenho nenhum motivo para sair”, disse.

Eduardo reclama

O deputado estadual do PTB, Eduardo Siqueira Campos (PTB) comentou ao Conexão Tocantins sobre a situação de sua legenda a nível estadual. “Minha preferência, meu perfil é de estadia prolongada nos partidos, entrei no PTB sem exigir presidente nem cargo, entrei como soldado e candidato”, relembrou.  Para o parlamentar, que é líder da legenda na Casa de Leis e principal opositor ao governo, é preciso que a direção estadual da legenda se posicione sobre a situação a nível estadual bem como a relação com o governo estadual. “O PTB é oposição a Dilma no cenário nacional e continuo confortável, porque também sou, mas, o cenário local, o então presidente ocupa um cargo em comissão do Governo Federal", cutucou.

Eduardo se refere à nomeação do ex-deputado estadual José Geraldo de Melo Oliveira que se licenciou do cargo de presidente estadual da legenda para assumir por indicação da ministra Katia Abreu, cargo no Governo Federal.  “O  PTB do Tocantins é oposição ou situação? não existe algo não definido. O Jose Geraldo ocupa cargo de confiança do Governo Federal”, disse ao ressaltar que ele tem perfil, nome e credibilidade para ocupar o cargo.

O partido estava sob o comando do vice-presidente da legenda, prefeito de Nazaré, Clayton Paulo porém ele já teria também entregado o cargo. “ Recebi dele a noticia que ele entregou a presidência por falta de definição”, disse. O deputado contou ainda que nunca foi convidado para fazer inserções partidária na TV nem para definir sobre o diretório municipal da capital, onde ele foi o mais votado. “Não fico em partido que vá ser de situação e de convivência partidária com o atual governo”, deixou claro.

Conforme o Conexão Tocantins apurou o deputado estadual Mauro Carlesse, também do PTB, estuda sair da legenda para se filiar ao PL.

2016

O deputado Eduardo Siqueira defendeu ainda que o partido comece a preparar candidaturas no maior número de municípios inclusive na capital. Em Palmas, questionado se pode colocar o nome na disputa, ele disse que está 100% apto e que quer discutir o processo. Para o parlamentar a capital precisa da construção do Hospital e Urgência e com relação a possível apoio à reeleição do prefeito Carlos Amastha (PSB), segundo ele, ainda é preciso discutir vários detalhes. “Ninguém vai votar em vice para ser prefeito”, apontou sobre a possibilidade de Amastha, caso seja reeleito, deixar o cargo para disputar em 2018, abrindo espaço para seu futuro vice.