Polí­tica

Foto: Divulgação

Os bastidores da eleição de Palmas para o próximo ano começam a se movimentar em torno do afunilamento a nível de partidos com relação à definição das candidaturas. O prefeito Carlos Amastha, que também é presidente regional do PSB, tenta costurar e aumentar sua base de apoio, porém, o momento é delicado em razão das medidas impopulares que ele tem tomado. A insatisfação dos servidores e população em geral só aumenta.

Do PMDB, o deputado federal e ex-governador Carlos Gaguim articula nos bastidores e aguarda a definição do cenário do partido no Estado para ser indicado oficialmente como pré-candidato. “Estou esperando só a questão partidária, até agora o PMDB não decidiu nada. Coloquei o nome mas não vou entrar em bola dividida”, afirmou se referindo à divisão interna no partido a nível estadual.

O parlamentar porém, já adiantou que vai buscar o aval da nacional da legenda. “Não estou vendo interesse do PMDB nas candidaturas nas cidades maiores, não tem candidato em Palmas, nem em Gurupi e em outras cidades. Só colocarei meu nome se for com aval da executiva nacional”, disse.  O deputado criticou o atual presidente estadual do partido, ex-vice-prefeito de Palmas, Derval de Paiva na condução da legenda e o acusou de não cumprir acordo feito perante a nacional com o grupo da senadora e ministra Katia Abreu, também do partido.

Com relação à disputa da capital o deputado garante estar fazendo uma ampla articulação. “Não vou entrar em projeto para perder, estou fazendo uma articulação ampla. O deputado Irajá já me disse que o PSD não tem compromisso político com Amastha, apenas está ajudando a capital, nem a ministra tem compromisso com ele. Se eu chegar a ser candidato vou fazer a maior composição política que esse Estado já teve porque estou conversando com todos”, frisou, ao citar várias legendas com as quais estaria tendo contato e discutindo possível apoio a seu nome.

Além de Gaguim também se mobilizam na tentativa de uma candidatura o ex-prefeito da capital, Raul Filho (PR) que tem andado pelos bairros e reunido diariamente aliados, além do ex-deputado estadual Sargento Aragão, atualmente na presidência estadual do PEN.

Da base aliada do governo estadual o ex-deputado Marcelo Lelis do PV, que já disputou por duas vezes a Prefeitura de Palmas já avisou que na hora certa vai buscar o apoio do Palácio Araguaia. Lelis aguarda resultado de julgamento de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) que o julgou inelegível por conta de irregularidades cometidas na campanha das eleições de 2012. (Atualizada às 21h30)