Cultura

Foto: Divulgação

Os horrores da Segunda Guerra Mundial. Ninguém gosta de lembrar do combate que aterrorizou o mundo entre 1939 e 1945 e matou mais de 50 milhões de pessoas. No entanto, o cinema cumpre um papel importante ao relembrar a história para que a sociedade tenha conhecimento dos fatos e para que, no mínimo, eles não se repitam. 

A temática da Alemanha nazista está presente em diversos filmes que retratam o ambiente dos conflitos, a história da Segunda Guerra Mundial. Mas em que outros lugares o nazismo refletiu? Como ele influenciou as realidades de pessoas e nações? 

O CineSesc Palmas e Gurupi inovou e abre, em setembro, uma mostra de cinema que aborda o nazismo de um modo diferente, indireto, e busca responder a essas perguntas. 

“As Sombras do Nazismo” tem início no dia 10 de setembro com três películas: “O Médico Alemão”, “Adeus, Meninos” e “Ida”. As sessões serão exibidas às quintas, sextas, sábados e domingos, às 16h e 19h, dependendo do dia. A entrada é gratuita. 

“O Médico Alemão” narra a história de uma família que durante uma viagem pela Patagônia conhece um simpático médico alemão. Eles seguem até Bariloche, onde possuem uma hospedaria e aceitam o estrangeiro como hóspede do local. O encanto com o homem inteligente, carismático e elegante é imediato, principalmente após ele se interessar pelo problema de desenvolvimento de Lilith, 13 anos, que aparenta ter apenas 9. O problema é que eles não sabem que o pacato alemão se trata de Josef Mengele, médico nazista que realizava experiências nos campos de concentração e era conhecido como “Anjo da Morte”. O filme será exibido nos dias 10,19 e 25 de setembro às 19h e nos dias 11, 20 e 26 de setembro, às 16h. 

Já o francês “Adeus, Meninos” narra a trajetória de Julien, um estudante de família rica que se muda para um internato durante a Segunda Guerra Mundial. A vida dele sai da mesmice com a chegada de Jean, um garoto inteligente e introvertido. Eles se aproximam e criam uma forte amizade, até descobrir que Jean era judeu. A história é baseada nas memórias do diretor, Louis Malle. As exibições serão em 11, 17 e 26 de setembro (19h) e às 16h nos dias 12, 18 e 27 do mesmo mês. 

Para encerrar, “Ida” apresenta Anna, uma mulher prestes a se tornar freira. Por insistência da Madre Superiora, ela decide visitar a tia Wanda, única parente viva. O contato com a tia a faz descobrir que Ida é o seu nome verdadeiro e a família dela, judia, foi morta por nazistas. Revelações feitas, tia e sobrinha decidem revirar o passado e descobrir o verdadeiro desfecho da história. As sessões serão exibidas às 16h nos dias 13, 19 e 25 e às 19h em 12,18 e 24 de setembro.

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Sesc, Sine Sesc