Estado

Foto: Elizeu Oliveira Governadores de seis estados brasileiros estão reunidos em Palmas para discutir o desenvolvimento do Brasil Central Governadores de seis estados brasileiros estão reunidos em Palmas para discutir o desenvolvimento do Brasil Central

Governadores de cinco estados brasileiros foram recebidos pelo governador Marcelo Miranda, nesta sexta-feira, 11, para o terceiro encontro do Fórum de Governadores do Brasil Central. Em entrevista coletiva, os representantes do Poder Executivo dos Estados ressaltaram a importância do Fórum para o desenvolvimento dos estados envolvidos e para todo o País.

De acordo com Marcelo Miranda, no cenário da crise econômica pela qual o Brasil está atravessando, as discussões de ações do Fórum serão alternativa para o País. “Estamos discutindo projetos, não apenas para o Brasil Central, mas para todo o País. Estamos trabalhando com foco na geração de emprego, renda e oportunidades. O momento é agora e estamos unidos por um Brasil melhor”, ressaltou.

Para o governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo, o encontro no Tocantins consolida o Fórum de Governadores do Brasil Central. “Serão apresentadas algumas conclusões com relação ao Consórcio que estamos implantando, minutas de lei a serem enviadas ao Poder Legislativo de cada estado, aportes que deverão ser feitos a partir do ano que vem, e alguns temas relacionados à agenda nacional e à região Brasil Central”, apontou.

Segundo o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, a iniciativa do Fórum é inovadora. “Unidos, poderemos enfrentar os desafios com mais facilidade, melhorando a qualidade de vida da nossa gente. Essa reunião, de hoje, vai materializar a criação do Consórcio, que facilitará as ações nas áreas do desenvolvimento econômico, turismo, educação, trocando experiências que possam propiciar o desenvolvimento comum de toda essa região”, explicou.

Já para o governador do Mato Grosso, Pedro Taques, o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central, fruto dos encontros dos líderes do executivo, vai concretizar ações a serem implementados nos estados envolvidos. “Se um estado tem uma vantagem competitiva em alguma área, ele vai trazer a sua experiência e compartilhar entre os outros”, exemplificou.

Na ocasião, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, sugeriu que para os próximos encontros sejam convidados os senadores da base de cada governador. “Porque além de uma pauta regional, a gente cria um instrumento político de força para defesa da região [Brasil Central] que tem sustentado muito a economia do País”, disse.

Reforçando a mensagem do governador Marcelo Miranda, Confúcio Moura, de Rondônia, destacou a importância do Fórum na definição de alternativas para o enfrentamento da crise econômica do País. “Aqui temos a oportunidade de mostrar uma reação de baixo para cima, uma reação positiva, a partir dos governadores sugerindo caminhos diferentes a partir do Brasil Central”, afirmou.