Estado

Foto: Elson Caldas

Representantes dos 139 municípios tocantinenses participam nesta quinta-feira, 17, na Capital, do I Fórum Estadual de Redução de Riscos de Desastres e Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais. O evento, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Defesa Civil, pretende discutir os mecanismos e ações para prevenir e minimizar os impactos causados por intempéries ambientais e pela ação das queimadas. A programação acontece no Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra) e encerra nesta sexta-feira, 18.

O evento ainda tem como propósitos incluir o tema de redução de riscos de desastres e contribuir para a formação de cidadãos conscientes, além de implementar ações para a redução das vulnerabilidades socioambientais, criando meios de percepção de risco e prevenção de desastres, causados por fenômenos naturais e pela ação humana. Segundo o superintendente Estadual da Proteção e Defesa Civil, tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Peterson Ornelas, a expectativa é que o evento aconteça anualmente. “Estamos tendo a oportunidade de discutir a problemática dos desastres ambientais com todos os representantes municipais, principalmente nos assuntos relacionados ao fogo”, afirmou.

Redes Sociais

Palestrante na cerimônia de abertura do Fórum, o coordenador municipal da Defesa Civil de Belo Horizonte (MG), coronel da Polícia Militar Alexandre Lucas, ressaltou a importância das redes sociais e dos mecanismos de comunicação via grupos de discussão de celular na prevenção e redução de riscos em áreas urbanas.

De acordo com o coordenador, por meio de um sistema integrado de comunicação, mais de 600 mil pessoas recebem os alertas de desastres por meio de mensagens de celular ou pelas redes sociais. “É importante ressaltar que muita coisa se pode fazer na prevenção de desastres sem que se gaste dinheiro. As redes sociais, os grupos de discussão via celular e até mesmo plataformas gratuitas de mapeamento por satélite podem contribuir bastante na prevenção de desastres”, ressaltou.

Municípios

Morador do município de Santa Rosa do Tocantins, localizada na região sudeste do Estado, onde a falta de água já é um desafio enfrentado pela população todos os anos nos períodos de estiagem, o coordenador municipal da Defesa Civil naquela cidade ressalta a importância do fórum na divulgação e discussão dos problemas enfrentados na região. “Acho muito importante esta troca de informações e capacitação para que possamos repassar e dialogar com os moradores de nossa cidade sobre as medidas de prevenção de focos de incêndios, que são comuns em nosso município”, disse.

Já para Valdinete Batista Pontes, representante do município de Rio Sono na região centro-norte do Estado, o fórum serve também para capacitar os responsáveis pela Defesa Civil em cada município. “A gente recebe mais informações e renova as ideias”, afirmou.