Estado

Foto: Manoel Lima

O projeto Mão de Obra Carcerária em Regime Fechado para fabricação de roupas intimas é um dos 11 projetos que serão implantados na  unidade de tratamento penal Barra da Grota, em Araguaína. 

A inauguração da fábrica, que fica dentro da unidade penal, foi inaugurada nessa quarta-feira, 23, pelo juiz de execuções penais de Araguaína, Antônio Dantas, com a presença da vice-governadora, Claudia Lelis, representantes do Ministério Público, Defensoria Pública e entidades civis, além da secretária de Estado de Defesa e Proteção Social, Gleidy Braga.

O juiz Antônio Dantas destacou que a instalação dos projetos sociais é um sonho realizado. “A ressocialização do preso é fundamental para a sociedade. O detento precisa pagar por seu crime com dignidade e com esses projetos a ressocialização dos presos é possível”, disse o juiz. O mesmo objetivo é compartilhado pelo diretor da unidade Barra da Grota, Jean Carlos Teixeira, que lembrou que a oportunidade de uma nova profissão para os presos evita a ociosidade e promove uma transformação no ambiente dentro da unidade prisional.

Durante seu pronunciamento, a vice-governadora lembrou que todos merecem uma segunda chance e que essa parceria irá contribuir com a redução de penas, além de promover a profissionalização dos detentos.“É nosso dever enquanto gestores públicos auxiliar esses detentos que estão cumprindo pena e precisam do apoio do Estado, de uma atividade para quando voltarem ao convívio social. Esse é um Governo de mudança, de transformação, e por isso tenho certeza que todos os 11 projetos sociais irão contribuir com o desenvolvimento social do preso, para elevação da autoestima, e principalmente irá devolvê-lo a sociedade com uma profissão, onde ele poderá ajudar a sua família. O governador Marcelo Miranda e toda nossa equipe de trabalho acreditam na transformação dos homens e mulheres presos no sistema prisional do Estado. O ser humano é prioridade neste Governo”, finalizou a vice-governadora.

O detento Lourival Gonçalves, preso há três anos, já aprendeu uma profissão dentro da unidade. Ele começou a tecer tapetes confeccionados com barbante e a atividade e o bom comportamento irão reduzir sua pena, que é de 31 anos. “Neste projeto encontramos uma oportunidade de mudar e isso transforma nossa vida aqui dentro”, disse Lourival.   

A vice-governadora e as demais autoridades visitaram as instalações da fábrica, conversaram com os detentos e viram de perto as peças produzidas por eles. Das mãos de um detendo, Claudia Lelis ganhou presentes confeccionados dentro da unidade.

Barra da Grota 

AUnidade de Tratamento Penal Barra da Grota (UTPBG) localizada a cerca de 7 km de Araguaína, na região norte do Tocantins, é um presídio de segurança máxima, e abriga presos provisórios e condenados de alta periculosidade.

Inaugurada em 2005, a unidade com capacidade para 450 presos tem um moderno sistema de segurança com câmeras e microcâmeras, sensores visuais e auditivos. Em 2011, passou a ser gerida, em regime de cogestão plena, pela Umanizzare, que administra, também em regime de cogestão, a Casa de Prisão Provisória de Palmas. O Estado possui atualmente 3.073 presos divididos em  43 unidades prisionais, deste número de detentos, 170 são mulheres, em Barra da Grota são 334 detentos.

Conheça os projetos sociais

Projeto Mão de Obra Carcerária em Regime Fechado -  Produção de roupas íntimas

Sete Notas para a Liberdade – Aulas de violão e teclado no interior do presídio.

Projeto Remição pela Leitura – Leituras dirigidas e resenhas para remissão de pena

Projeto Plantando a Liberdade  -  Horta dentro da unidade prisional.

Remição de pena pelo Artesanato – Produção de artesanato para venda em feiras e bazares

Projeto Cinema em Ação – Formação por meio da vídeo-educação, exibição nos refeitórios.

Acordes para Vida – Canto que Liberta -  Trabalho por meio de músicas com mensagens educativas.

Projeto CREIA  - Centro de Ressocialização Ecumênico de inter-religioso para acolhida de pessoas em risco social.  Apoio a estadia de familiares, assistência psicológica, social, pastoral e de enfermaria.

Projeto Ritmos de Paz – Aulas de música ministradas por membros da banda de música da Polícia Militar.

Projeto Histórias de Vida –  Projeto idealizado pela Universidade Católica Dom Orione com foco na coleta de histórias dos reeducandos para posterior lançamento de livro.

Projeto Juiz Presente e Audiência de Informação e Requerimento – Visa acelerar os processos de desburocratizar o sistema com audiências realizadas dentro da unidade Prisional.