Saúde

Foto: Dirceu Leno

“Hanseníase, verminoses e tracoma têm cura. Faça essa lição de casa e proteja-se”. É com esse tema que a Prefeitura de Tocantinópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde juntamente com enfermeiros, agentes comunitários e profissionais da estratégia de saúde da família está realizando ações de combate ao Tracoma, Verminoses e Hanseníase em todas as escolas das redes municipal e estadual de ensino do município.

As ações incluem: tratamento coletivo das geo-helmintíases com uma dose de albendazol; exame ocular para a detecção e tratamento do tracoma; tratamento coletivo da esquistossomose, bem como a busca ativa de casos de hanseníase. A iniciativa será desenvolvida até o final do mês de setembro.

O objetivo do trabalho é informar e explicar sobre o que são as doenças e os sintomas para as crianças e adolescentes da faixa etária de 5 a 14 anos, além da realização de exames preliminares para identificar a existência de sintomas para a realização de um futuro tratamento, como no caso, enfermeiros do município. As ações fazem parte da terceira edição da Campanha Nacional de Hanseníase, Tracoma e Verminose que acontece em todo o Brasil.

Tracoma

A doença inflamatória dos olhos, causada pela bactéria Chlamydia Trachomatis, é conhecida como tracoma, com a maior parte das incidências sendo em crianças. Quando diagnosticado, o tracoma possui fácil tratamento, mas necessita de cuidados. 
Em muitos casos, a doença pode não apresentar sintomas, mas algumas lesões provocam o atrito da pálpebra com a córnea, que prejudicam a visão. Crianças, mesmo as assintomáticas, e os portadores de infecção ativa representam o principal reservatório dessa bactéria.

Verminoses

Infecções causadas por parasitas que se instalam no interior no interior do corpo. As verminoses podem causar dores abdominais, diarreias frequentes, anemia, palidez excessiva, perda de peso, barriga inchada e sangramentos intestinais. Em crianças, pode haver dificuldade de aprendizagem e retardo no crescimento.

Hanseníase

É uma doença infecciosa e contagiosa causada por um bacilo denominado Mycobacterium leprae. A hanseníase não é hereditária e sua evolução depende de características do sistema imunológico da pessoa que foi infectada.
Os sintomas incluem: sensação de formigamento, fisgadas ou dormência nas extremidades; manchas brancas ou avermelhadas, geralmente com perda da sensibilidade ao calor, frio, dor e tato; áreas da pele aparentemente normais que têm alteração da sensibilidade e da secreção de suor; caroços e placas em qualquer local do corpo; diminuição da força muscular (dificuldade para segurar objetos).

Tratamento

A hanseníase tem cura. O tratamento é feito nas unidades de saúde e é gratuito. A cura é mais fácil e rápida quanto mais precoce for o diagnóstico. O tratamento da hanseníase é via oral, constituído pela associação de dois ou três medicamentos e é denominado poliquimioterapia.

O tratamento das doenças como o Tracoma e “Verminose” está sendo feito por meio de medicações do município, já no caso de Hanseníase a pessoa irá receber um acompanhamento da equipe de da Saúde da Família e um tratamento de aproximadamente seis meses.