Economia

Foto: Priscila Cavalcante

Soluções e novos entendimentos para o setor da construção civil serão discutidos a partir desta quinta-feira, 24/09, durante o 87º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC) realizado na capital baiana, Salvador, até o dia 25/09. O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), Roberto Magno Martins Pires, representou o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) na abertura do evento realizada na noite desta quarta-feira, 23/09, no Teatro Castro Alves. 

O tema desta edição “Brasil mais eficiente, país mais justo” será discutido em painéis abordando o desenvolvimento sustentável e os caminhos para a indústria da construção. Resistindo ao momento de crise no Brasil, Pires destaca a importância da atuação da CNI, com as associações do setor da construção civil, para a defesa da competitividade prejudicada pela excessiva burocracia, demora nos processos de licenciamento ambiental, necessidade de aperfeiçoamento dos marcos legais que regem os processos de licitação pública, entre outros aspectos. 

“A CNI reafirma a disposição de sempre priorizar em sua agenda, espaço importante para a indústria da construção por nela reconhecer um poderoso instrumento indutor de desenvolvimento, de transformação e inclusão social”, disse Roberto Pires que também cobrou o reconhecimento do segmento responsável por cerca de 6% do PIB total do País. “É primordial que as ações definidas pelo Poder Público nesse momento reconheçam o papel estratégico do setor de construção civil como o motor para a superação da crise e a retomada do crescimento”. 

A abertura do ENIC contou com a presença do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, do governador da Bahia, Rui Costa, o prefeito de Salvador, ACM Neto, o presidente da CBIC, José Carlos Martins, o presidente do Sinduscon/Bahia e Tocantins, Carlos Henrique Passos e Bartolomé Garcia, respectivamente, entre outras autoridades. Nas plenárias dos dias seguintes serão discutidos os desafios e reformas necessárias ao desenvolvimento sustentável e temas correlatos juntos às comissões de Política e Relações Trabalhistas (CPRT), de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade (Comat), Meio Ambiente (CMA), da Indústria Imobiliária (CII) e de Obras Públicas (COP).

Por: Redação

Tags: Fieto, Roberto Magno Martins Pires