Saúde

Foto: Angelica Mendonca

O Governo do Estado, através do decreto n° 5.310 convocou os titulares do Plansaúde para se recadastrarem a fim de atualizar dados para controle dos beneficiários, a partir do dia 13 de outubro. Segundo o decreto, o recadastramento será feito em etapa única e presencial para todos os titulares do plano.

A fim de facilitar as condições de entrega dos documentos e atualização cadastral, os locais para o recadastramento serão estipulados considerando a lotação do servidor. Os usuários de Palmas serão atendidos na Escola de Governo e na sede do Plansaúde. Em Araguaína e Gurupi, nas unidades do É Pra Já. Os demais locais serão divididos em postos de atendimento regionais, em Araguatins, Arraias, Colinas, Dianópolis, Guaraí, Miracema do Tocantins, Paraíso, Porto Nacional e Tocantinópolis.

O recadastramento do Plansaúde é obrigatório para quem possui o benefício e o seu não cumprimento implicará na suspensão do plano a partir do dia 11 de janeiro do próximo ano, até afetiva regularização. 

Além de atualizar as informações cadastrais dos usuários, tal ação visa manter uma base de dados segura e, consequentemente, uma comunicação efetiva com os usuários.   

Documentos necessários

O usuário titular deverá levar: RG, CPF, certidões de nascimento e de casamento do titular e dos dependentes; declaração de imposto de renda, comprovante de residência do titular e dos dependentes; em caso de dependente incapaz, sentença de curatela e comprovante de invalidez expedido por médico especialista, com CRM. A lista completa está disponível no site www.secad.to.gov.br no link Plansaúde no Portal do Associado.

Por: Redação

Tags: Governo do Estado, Plansaúde