Geral

Foto: Ademir dos Anjos

A Associação de Pais e Amigos do Excepcionais (APAE), o Instituto Nossa Senhora de Lourdes (INSL), Centro de Convivência dos Idosos, a Associação dos Surdos de Palmas e o Senai formam o Grupo de Apoio Local em Palmas formalizado após assinatura dos termos de Cooperação Técnica nessa sexta, 25/09. A assinatura com os representantes das quatro instituições encerrou a Semana de Ações Inclusivas realizada na Unidade do Senai (CT) em Palmas.

A criação do GAL e o desenvolvimento de ações com foco na inclusão estão previstos no Programa Senai de Ações Inclusivas. A gerente da Unidade Senai Palmas, Mychelly Simões, explica que o GAL deve ser formado por uma equipe multidisciplinar com conhecimento sobre diversidades divididas, no âmbito do PSAI, em quatro vertentes: a maturidade (idosos), grupos relacionados a etnias e raças (índios), pessoas com deficiências (físicas e/ou mentais) e altas habilidades (intelectuais).

“As instituições auxiliam no trabalho de inclusão e na elaboração de um plano de ensino e de estratégias eficazes em sala de aula com seu conhecimento sobre estes grupos para melhorar a aprendizagem do aluno e fazer com que a metodologia de fato atenda a necessidade deles”, explica a gerente citando ainda a atuação das instituições para a mobilização de pessoas que se enquadrem no perfil do PSAI.

Representando o INSL, Tereza Ribeiro do Nascimento, falou do trabalho de reabilitação motora desenvolvido pelo instituto que, segundo ela, vem ao encontro da proposta do GAL. “A gente vê a necessidade dessas pessoas que estão se reabilitando de trabalhar, porque eles têm essa condição, mas às vezes não tem oportunidade”, disse.