Cultura

Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), realizou entre os dias 19 e 27 de setembro, a 11ª Feira de Folclore, Comidas Típicas e Artesanato do Tocantins (Fecoarte). O evento que é fruto de um convênio com o Ministério da Cultura (MinC), e contou com a parceria da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), aconteceu simultaneamente ao 9º Salão do Livro, no Centro de Convenções Parque do Povo, em Palmas.

Ao todo a Secult realizou 22 shows de artistas regionais no palco principal da Fecoarte e integrou a programação do Salão do Livro com mais 59 atrações artísticas tocantinenses e quatro atrações nacionais no Palco Livro.

Segundo o secretário de Estado da Cultura, Melck Aquino, a sensação é de missão cumprida. “Atendendo determinação do governador Marcelo Miranda dobramos o número de artistas regionais contemplados com shows dos mais diversificados gêneros e experimentamos um processo de interiorização jamais visto na Fecoarte”, declarou o secretário.

O gestor ressaltou ainda que a Fecoarte movimentou a economia com a venda de artesanato e comidas típicas do Tocantins. “Vale destacar que tivermos 10 associações de artesãos  contempladas gratuitamente com espaço para exposição e venda de sua produção e 30 barraquinhas de comidas típicas. Tudo isso tem a sua importância do ponto de vista cultural, mas também econômico”, afirmou.  A Fecoarte movimentou aproximadamente R$ 40 mil reais em vendas de artesanato e R$ 200 mil na comercialização de comidas típicas.

Sobre as próximas edições do evento, Melck Aquino, é otimista e afirma que sua equipe já está preparando o projeto de sua 12ª edição. “Já estamos em processo de elaboração do projeto da 12 a Fecoarte. Até porque temos alguns editais federais se encerando nos próximos dias e queremos concorrer para conseguir recursos que deixem o evento ainda mais belo”, disse.

Melhorias na estrutura e na programação também estão sendo pensadas. “No próximo ano, estamos apostando numa melhora da economia do país e do Estado e, assim, a Feira e o Salão devem ter datas diferenciadas. Nossa equipe trabalha com a ideia de realizar a próxima edição ​da Fecoarte ​no final de junho ou na primeira quinzena de julho, e devemos trazer para dentro ​do evento a realização do Campeonato Estadual de Quadrilhas Juninas”, concluiu o gestor estadual.