Meio Ambiente

Foto: Divulgação

A captura de animais silvestres em áreas urbanas tem se tornado cada vez mais frequentes. Nessa quarta-feira, (30) foi à vez de um filhote de tamanduá bandeira, localizado em uma residência na quadra 912 Sul em Palmas e de um veado catingueiro encontrado no Jardim dos Buritis, em Gurupi. Os bombeiros recolheram os animais e fizeram a soltura em habitat natural.

Entre os animais listados com maior número de registros estão, tamanduás, iguanas e cobras. De acordo com a comandante da 1º Cia do 1º Batalhão dos Bombeiros em Palmas, Márcia Marra, diariamente a corporação atende a pelo menos três ocorrências de animais silvestres em área urbana da Capital. “Além de animais silvestres aqui em Palmas também é muito freqüente a captura de abelhas”, esclareceu.

Antes de fazer a soltura, as condições de saúde dos animais são verificadas e se estiverem aptos são encaminhados para áreas de preservação ambiental. “Entre os motivos para o aparecimento de animais próximos a residências estão os avanços das áreas urbanas o desmatamento e as queimadas”, argumenta o comandante do 1° Batalhão dos bombeiros de Palmas, major Cleber Sobrinho.

A tenente orienta a população a chamar equipe especializada para realizar a captura. “Esses animais geralmente vêm de uma situação de estresse, e oferecem riscos, o ideal é chamar um órgão competente para fazer a captura e a soltura em local adequado”, explica.

Ao se deparar com algum animal silvestre em área urbana, a população pode solicitar a captura, por meio da central de atendimento dos bombeiros 193.