Esporte

Foto: Luciana Flores

Faltando apenas duas provas para encerrar o Campeonato Brasileiro de Super Fórmula Tubular, também chamada de Velocidade na Terra, o piloto palmense Diogo Freitas assumiu a vice-liderança e está na disputa direta de seu terceiro título consecutivo. Graças ao bom desempenho do último final de semana, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste Baiano, onde garantiu dois segundos lugares e 46 pontos na classificação geral. Com isso, Diogo passou a 119 pontos, contra 179 do líder, Ricardo Basso (Equipe Poletto Preparações).

Apesar da diferença, Diogo Freitas afirmou que “em corrida de carro tudo pode acontecer” e lembrou que, conforme prevê o regulamento da Confederação Brasileira de Automobilismo – CBA, cada piloto terá descontados os pontos de duas das piores corridas. “Assim sendo, não tenho nenhum ponto a perder, já o líder [Ricardo Basso] vai cair para 159 e ficamos mais próximos, com tudo para definir na grande final”, explicou o palmense. “Ainda há 63 pontos na disputa. Quem sabe a gente não surpreenda e garanta o tricampeonato?”, completou.

Diogo corre pela Equipe R. Angel, que, mais do que nunca, volta sua atenção para os preparativos do carro 722, que voltará à pista dias 20, 21 e 22 de novembro, no Autódromo Valdemar Fragnani, em Cordeirópolis – SP, na grande final.

Duplas de peso

Como já é tradição, a grande final da Super Fórmula Tubular terá também a prova dos 200km. Trata-se de uma disputa livre, sem somar pontos para o Campeonato, onde pilotos de outras categorias são convidados para entrar na disputa formando duplas com quem está no certame.

Fala-se na possível participação de pilotos como Valdeno Brito e Ricardo Zonta, da Stock Car; Leandro Toti, Raijan Marcarello e Beto Monteiro, da Fórmula Truck, e também o piloto João Franciosi, tri campeão do Rally dos Sertões.

Diogo já fez o convite a um possível companheiro para formar dupla para os 200km, mas a resposta só sairá nos próximos dias.

Por: Redação

Tags: Diogo Freitas, Esporte