Campo

Foto: Delfino Miranda

O Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), abriu oficialmente nesta sexta-feira, 2, no Centro Universitário Luterano de Palmas (Ulbra), Ciclo de Palestras de Educação Sanitária, que irá atender todo o Estado neste mês outubro. As palestras de abertura, sobre a doença de mormo em eqüídeos e o uso correto e seguro de agrotóxicos, reuniram 160 acadêmicos do curso de Medicina Veterinária.

Na ocasião, a vice-presidente da Adapec, Márcia Helena da Fonseca, ressaltou a importância do trabalho da Agência para os futuros profissionais da área, e lembrou a importância de levar o conhecimento a todos os municípios do Estado. “É uma oportunidade aos nossos técnicos e à comunidade, de realizarem a troca de experiências mediante o debate de temas relevantes”, disse.

Para o coordenador do curso de Medicina Veterinária da Ulbra, João Eduardo Pinto Pires, o evento aproxima os acadêmicos do mercado de trabalho e possibilita agregar conhecimento. Já para o acadêmico do 2º período do curso, Mateus Souza Chaves, foi um momento esclarecedor para todos. “Foi um grande aprendizado, pois as palestras abrangeram de forma detalhada os temas propostos, por isso, agradeço pela iniciativa”, declarou.

Na palestra “mormo em equídeos”, proferida pela responsável técnica do Programa Estadual de Sanidade dos Equídeos, Ana Lúcia Rodrigues, foi abordada amplamente a enfermidade começando pelo contexto mundial, fontes de infecção e transmissão, controle de trânsito, além das ações executadas na atualidade. “É uma enfermidade infectocontagiosa grave, que acomete principalmente os equídeos, por isso, é necessário ações rápidas e muita capacitação por meio de conhecimento e informações”, destacou.

O inspetor agropecuário da Adapec, Lenyhawre de Almeida Lima, tratou sobre o tema “O uso correto de agrotóxicos”, com os desdobramentos no transporte, armazenamento, cuidados com a segurança e a devolução de embalagens vazias, entre outros. “Nosso objetivo é colaborar com a saúde do aplicador, preservar o meio ambiente e a produção de alimentos mais saudáveis”, pontuou.

Ciclo de palestras

As palestras de Educação Sanitária irão ocorrer em todos os municípios do Estado até o dia 31 de outubro, com temáticas voltadas para a necessidade sanitária de cada região e direcionadas aos agropecuaristas, estudantes e comunidade em geral.