Estado

Foto: Divulgação Proposta é que com a execução da obra empresários locais sejam beneficiados tendo em impacto positivo na economia regional Proposta é que com a execução da obra empresários locais sejam beneficiados tendo em impacto positivo na economia regional

Empresários de Gurupi e região, assim como representantes de entidades e instituições voltadas ao setor empresarial, participaram na noite desta terça-feira, 6, de reunião com representantes da Belo Monte Transmissora de Energia (BMTE). O evento, promovido pelo Governo do Tocantins - por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) - foi realizado na sede da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) de Gurupi. A empresa é a responsável pela implantação da Linha de Transmissão Xingu (PA) / Estreito (MG), empreendimento de grande porte a ser implementado para escoar a energia gerada na Usina Hidrelétrica (UHE) Belo Monte. 

Na reunião, o gerente de Linhas de Transmissão da empresa, Anderson Menezes, apresentou o que vem a ser o empreendimento do linhão, as perspectivas de investimentos e os desafios da instalação. A expectativa é de que sejam gerados até 400 postos de trabalho diretos na região de Gurupi. "Viemos informar que a empresa vai estar instalada na região, que Gurupi foi o local selecionado para implantarmos  um canteiro de obras, falar do consumo que virá. O que a gente espera é que isso venha a trazer um aquecimento à economia do município", adiantou.  

Ainda de acordo com Anderson Menezes, para que as obras se iniciem falta a emissão da Licença de Instalação. "A estimativa é que entre outubro e novembro o Ibama [Instituto Brasileiro de Meio Ambiente] esteja emitindo essa licença. Com isso, a gente começa a obra de imediato", informou. Uma vez com a licença, a empresa estima que a conclusão se dará em aproximadamente 21 meses. 

A empresa chinesa Sepco 1, contratada para executar este trecho da obra, já está com imóvel locado para se instalar em Gurupi. Na reunião, Hormy Henrique Silva Filho, representando a empreiteira,  pontuou que, no decorrer do trabalho, será dada preferência às empresas locais para aquisição de insumos e contratação de serviços.  Segundo adiantou, entre outros, haverá grande demanda por insumos na área de construção civil, como fornecimento de concreto e ferragens; locação de equipamentos e de veículos; alimentação e estadia para da equipe; mão-de-obra, entre outros.  

Diretor do Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Eremilson Leite, avaliou como positivo o encontro com os empresários foi muito positivo. "O empresário, que é uma parte interessada, compareceu, superando as nossas expectativas. A apresentação da empresa foi feita de forma muito clara, todos tiraram suas dúvidas. Então, nós acreditamos realmente que a aproximação da Belo Monte com o empresário local vai fazer um grande diferencial para a economia regional", avaliou. 

A confirmação da instalação do canteiro de obras foi comemorada pelo prefeito de Gurupi, Laurez Moreira. "Nesse momento em que o País  está vivendo,  é interessante que você atraia empresas que tragam empregos para o Tocantins. Nós estamos vivendo um momento bom para a nossa cidade", considerou, reforçando que enquanto o Brasil está tendo notícias ruins, o povo de Gurupi "só tem recebido boas notícias". 

Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Adailton Fonseca disse que o empreendimento na cidade representa uma oportunidade de aquecer a economia, gerar renda, emprego e melhorar a qualidade de vida da população. "Esse evento serviu para afinar, aproximar a empresa do empresariado local, do comerciante, da indústria, que vai fornecer subsídios para essa empresa trabalhar na região.  Se o empresário de Gurupi estiver atento às oportunidades, vai aproveitar muito bem essa situação", frisou. 

Também estiveram presentes no evento o presidente da Federação do Fecomercio Tocantins, Itelvino Pizoni; o presidente da Associação Comercial e Industrial de Gurupi (Acig), Jaime Xavier; e o vereador Dr. Macedo, representando o Legislativo municipal, entre outros. 

Sobre a obra 

O traçado da linha de transmissão vai atravessar 65 municípios nos estados do Pará, Tocantins, Goiás e Minas Gerais.  No Tocantins, a previsão de investimentos é de R$ 610 milhões, e geração de cerca de 1.800 empregos diretos. O linhão atravessará, no Estado, as cidades de Juarina, Couto Magalhães, Pequiseiro, Goianorte, Dois Irmãos, Abreulândia, Divinópolis, Barrolândia, Monte Santo, Paraíso, Chapada de Areia, Pium, Cristalândia, Santa Rita, Crixás, Aliança, Dueré, Cariri, Formoso do Araguaia, Figueirópolis, Alvorada e Talismã. 

Além de Gurupi, outro canteiro de obras será instalado no Estado, em Paraíso do Tocantins. Logo mais, às 20 horas, a Sedetur promove reunião semelhante à desta terça-feira, desta vez, com os empresários de Paraíso e região. O evento será realizado na sede da Associação Comercial e Industrial do município (Acip.