Polí­tica

Foto: Divulgação

A deputada federal professora Dorinha Seabra Rezende (Democratas/TO) usou a tribuna da Câmara nessa quarta-feira (07) para falar sobre a preocupação em relação ao cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE).

Durante reunião da Comissão de Educação, a consultoria legislativa que trata do orçamento mostrou que estão previstos mais cortes para a educação em 2016. “O orçamento de 2015 já é muito duro, com o corte de mais de R$ 11 bilhões e a consultoria mostrou que no ano que vem há previsão de que o corte será ainda pior, com a redução ainda mais significativa”, disse. A previsão é que haja um novo corte na ordem de R$ 10 bilhões em 2016.

A deputada Dorinha disse que os próximos quatro anos mostram que não será possível cumprir o que foi estabelecido como prioridade no Plano Nacional de Educação. “O Governo diz que a educação é prioridade, tem o lema “Pátria Educadora”, mas se não tiver uma atenção diferenciada, essa legislação que tem uma importância estratégica para o País, estados e municípios, não vai sair do papel”, afirmou. Ela disse ainda que não terá como o Brasil sair das piores posições internacionais em rankings educacionais. “Vamos continuar do mesmo jeito, ocupando as piores posições, com professores desrespeitados e desvalorizados e uma carreira que está longe de ser atrativa”.

A parlamentar apontou que o desafio de valorização da educação se torna cada vez mais permanente e a apresentação da consultoria que trata do orçamento chamou atenção de que o poder público está indo de encontro ao próprio lema.

“E a educação é estratégica para o desenvolvimento do nosso País. Mas sem valorizar o profissional da educação, sem garantir condições dignas de trabalho e continuação de programas estratégicos, estaremos longe de cumprir a nossa tarefa de garantia do direito à educação. Não basta ter vaga e merenda, o que também é importante, mas a educação e a escola têm que cumprir a sua tarefa. O nosso desafio no Brasil é o de aprender, de garantir que cada brasileiro, nascido no meu estado do Tocantins, em São Paulo ou Brasília tenha o mesmo direito de ir para a escola e aprender”.

Professora Dorinha ainda fez um apelo para que o Congresso Nacional tenha uma atenção diferenciada para a educação. “Todas as áreas são importantes, mas a educação é necessária para o desenvolvimento do trabalho, da economia, garantia de saúde e segurança. E eu tenho certeza que o País pode fazer esse esforço diferenciado valorizando e respeitando o professor”.

Sessão Solene pelo Dia do Professor

No dia 19 de outubro, às 9 horas, haverá uma sessão solene em homenagem ao Dia do Professor, comemorado no dia 15 deste mês. A deputada Professora Dorinha é autora do requerimento do evento solene, que será transmitido pela TV Câmara e pelo site da Câmara dos Deputados.