Polí­tica

Foto: Divulgação

A secretária Municipal de Desenvolvimento Social e presidente da Fundação Cultural de Palmas, Eliane Campos, será convocada a comparecer à Câmara prestar esclarecimentos quanto às ações executadas pelas pastas que comanda.

A convocação será feita pela CCJ- Comissão de Constituição, Justiça e Redação para a próxima terça-feira, 13. O vereador Emerson Coimbra (PMDB), presidente da comissão, ressaltou durante a sessão dessa quarta-feira, 07, que a secretária já deixou de atender a dois convites para comparecer a reuniões da comissão, o que teria forçado a convocação. 

Coimbra foi enfático: “Os prefeitinhos nas secretarias se não querem conversar com os vereadores, deixem os vereadores fazer o trabalho deles, que é o de fiscalizar”, disse usando o termo (prefeitinhos) utilizado pelo vereador Jucelino (PTC) para denominar alguns dos secretários da administração municipal. 

“Aqui vai ter que provar o que é que está fazendo”, completou o presidente da Câmara, vereador Rogério Freitas (PMDB), explicando que 3% da verba de compensação ambiental proveniente da companhia de saneamento Odebrecht AmbientalSaneatins são destinados aos projetos culturais. 

Para Hiram Gomes (PSDB), a secretária “cometeu um equivoco ao não atender à solicitação da Câmara”, talvez, pela falta de entendimento, por parte de Eliane Campos, das atribuições da Casa de Leis.  O vereador solicitou que o líder do governo,  Folha Filho (PTN), converse com a secretária, fazendo-a entender a importância de “ela vir à Câmara prestar contas de suas ações”. 

O vereador Folha, por sua vez, afirmou que até esta quinta-feira, 08, os vereadores terão em mãos os relatórios de gestão da Secretaria de Desenvolvimento Social e da Fundação Cultural de Palmas para preparam-se para a arguição da secretária na próxima reunião da CCJ. 

Milton Neris (PR) frisou que a convocação de secretários municipais está previsto no Regimento Interno da Câmara Municipal de Palmas. “Nossa medida é de fazer com que seja cumprido o regimento”, concluiu.