Polí­tica

Foto: Divulgação

Os deputados estaduais dividiram opinião e discutiram uma proposta do deputado estadual Ricardo Ayres (PSB) que visa realizar audiência pública para discutir o Plano Diretor de Porto Nacional. Foi um amplo debate e a proposta foi aprovada com três votos contrários. Alguns parlamentares foram contra pelo fato do deputado Ricardo Ayres (PSB), autor da proposta, ter supostas pretensões políticas nas eleições do próximo ano no município.

O deputado José Bonifácio (PR) apontou invasão de competência com relação á matéria. “Ricardo Ayres, pré-candidato á prefeitura de Porto, a Assembleia servir para propaganda eleitoral antecipada diante da gravidade desses argumentos eu sugiro que o deputado retire esse requerimento ou que ele seja rejeitado pela Assembleia”, disse.

Conforme o deputado, o requerimento não é pertinente. “É um requerimento impertinente, fora do contexto e  não tem nada a ver com a competência da Assembleia Legislativa que não pode servir mesmo que seja para seus membros como forma de fazer campanha eleitoral antecipada”, disse.

O deputado Elenil da Penha (PMDB) disse que o plano diretor é específico do município de Porto Nacional, portanto, a discussão seria municipal. “A única preocupação é colocar a casa legislativa a serviço de debates que seja da casa legislativa municipal”, questionou.

Ricardo Ayres (PSB) não respondeu o argumento de que seria pré-candidato à Prefeitura de Porto Nacional mas ponderou: “Vossa Excelência não tem razão em absolutamente nada que menciona”, disse para o deputado Bonifácio. Ele argumentou que existe uma lei estadual que instituiu a Região Metropolitana de Palmas na qual o município de Porto Nacional faz parte. “Não tem como pensar no desenvolvimento de Porto se não pensar no de Palmas de maneira integrada”, disse.

Ayres tem feito várias críticas e questionamentos à gestão do prefeito Otoniel Andrade (PSDB), que vai disputar reeleição no município.