Campo

Foto: Lenito Abreu

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) autorizou a antecipação da vacinação contra febre aftosa, para os bovinos e bubalinos que participarão de eventos pecuários. A medida, que iniciou no dia 11 de outubro, visa o cumprimento de carência da vacinação para o trânsito de animais, que é de 15 dias para os que nunca receberam a dose da vacina e sete dias para animais com duas vacinações. Somente estão livres da carência os animais com três vacinações comprovadas. No Tocantins, a segunda etapa da campanha vai ocorrer de 1º a 30 de novembro.

O produtor que tiver interesse em antecipar a vacinação deve procurar a Adapec do seu município e assinar um requerimento. “Neste caso, ele deverá vacinar todos os animais da propriedade com até 24 meses de idade, assim como é feito na segunda etapa da campanha de novembro”, explica o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, José Pereira Veloso Júnior, acrescentando que se o produtor desistir de movimentar os animais deverá retornar ao escritório e justificar o motivo, pois poderá ter seu cadastro suspenso temporariamente e sofrer outras sanções previstas no Decreto 860/99.

Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, a antecipação da vacina é uma estratégia oficial para garantir a sanidade animal de todo o rebanho e o status sanitário, de livre da doença com vacinação, sem causar prejuízos aos produtores rurais. “É uma vantagem para o produtor garantir as condições sanitárias para a movimentação do rebanho destinado a eventos, e uma ferramenta para colaborar com os nossos trabalhos e os altos índices vacinais”, ressalta.

Ilha do Bananal 

No caso dos produtores da Ilha do Bananal, que também queiram enviar animais para eventos, precisarão apresentar histórico de pelo menos duas vacinações contra febre aftosa, sendo que a segunda vacina deve ser realizada seis meses antes. Na Ilha, a vacinação é anual com duração de 60 dias.

Segunda etapa da campanha

Faltam 17 dias para o início de mais uma campanha de vacinação contra a febre aftosa no Tocantins.  Nesta etapa, que é parcial, somente serão vacinados os animais com até 24 meses de idade, declarados em maio, ou seja, 4,5 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) em idade vacinal.