Saúde

Foto: Divulgação Técnica lembra que as práticas alimentares inadequadas nos primeiros anos de vida estão relacionadas à morbidade e mortalidade Técnica lembra que as práticas alimentares inadequadas nos primeiros anos de vida estão relacionadas à morbidade e mortalidade

A partir dessa terça-feira, 20, às 8 horas, acontece uma oficina para qualificar e formar tutores da Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil. A oficina segue até dia 23 no prédio do Instituto Federal de Colinas e é realizada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), por meio da área técnica de Alimentação e Nutrição, em parceria com a Secretaria Municipal de Colinas.

De acordo com a técnica da área de Alimentação e Nutrição da Sesau, Andressa Cabral, a Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil é um instrumento que reforça e incentiva a promoção do aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças menores de dois anos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

“As práticas alimentares inadequadas nos primeiros anos de vida estão intimamente relacionadas à morbidade e mortalidade de crianças,
representadas por doenças infecciosas, cárie dental, desnutrição, excesso de peso e carências específicas de micronutrientes, como ferro, zinco e vitamina A. Ações de promoção voltadas ao incentivo do aleitamento materno e da alimentação complementar podem diminui a ocorrência de mortes em crianças no Brasil, especificamente no Tocantins", disse.

Após a oficina os profissionais se tornarão tutores, que terão o papel de apoiar o planejamento, acompanhamento ou fortalecimento de ações de promoção, proteção e incentivo ao aleitamento materno e à alimentação complementar saudável nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), de forma contínua, conforme a educação permanente em saúde.

Ainda de acordo com a técnica, os critérios para seleção do tutor são: ter nível superior na área da saúde, experiência em aleitamento materno ou alimentação complementar, trabalhar com a  mãe e bebê, ter experiência com metodologias ativas e habilidade para conduzir práticas educativas. O tutor será um profissional responsável por disseminar o programa e realizar oficinas de trabalho nas UBS do seu município.

Para a oficina foram convidados profissionais dos municípios de Guaraí, Centenário, Brasilândia, Dueré, Colinas, Santa Fé do Araguaia, Tupirama e Itacajá.