Saúde

Foto: Divulgação

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu nessa segunda-feira, 19, alerta vermelho para as regiões norte, leste e sul de Goiás, incluindo o Distrito Federal, metade do sul de Tocantins, além do oeste, noroeste e norte de Minas Gerais. Nesses locais, a umidade relativa do ar ficou abaixo de 12%.

O alerta vermelho é o mais alto e representa risco extremo de incêndios florestais e à saúde da população. De acordo com a Defesa Civil do Distrito Federal, os moradores das regiões afetadas pela onda de seca e calor devem evitar atividades ao ar livre entre 10h e 16h.

A Defesa Civil também recomenda a ingestão de pelo menos dois litros de água por dia, o uso de umidificadores de ar, bacias com água ou toalhas molhadas em ambientes da casa, protetor solar e creme hidratante, refeições leves e cuidados especiais com crianças e idosos.

Em Paranã/TO, a umidade do ar chegou a 11% na segunda-feira. Em Goiânia/GO foi de 9%, em Pirapora/MG foi de 10% e em Ibotirama/BA foi de 11%. 

Seguindo recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), índices inferiores a 60% não são adequados para a saúde humana. 

Quando a umidade do ar estiver na faixa de 21 a 30% é considerado Estado de Atenção. Quando entre 12 e 20% é Estado de Alerta e quando abaixo de 12% é Estado de Emergência. 

Previsão do tempo para esta terça-feira 

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as temperaturas no Tocantins, nesta terça-feira, 20, devem variar entre 40 °C e 21° C. A máxima para Palmas é de 39 ° C e os municípios de Campos Lindos, Dianópolis, Mateiros, Paranã, Pedro Afonso, Porto Nacional e Taguatinga devem marcar os 40 ° C. 

A previsão para umidade do ar informa que em Peixe e Gurupi pode variar de 10 a 35%  e em Paranã, Taguatinga e Dianópolis pode variar de 10 a 40%. 

Recomendações 

A Defesa Civil Estadual informa que o tempo seco aumenta o risco de incêndios florestais. Com isso recomenda-se à população, não fazer fogueiras e também não jogar pontas de cigarros para fora dos veículos. Além disso, os motoristas que trafegarem por regiões sujeitas a incêndios deverão ter atenção redobrada devido à visibilidade reduzida pela fumaça. Para a população em geral, não colocar fogo em folhas ou galhos secos e principalmente nos terrenos baldios. A Defesa Civil Estadual orienta a todos que durante o período de estiagem, onde há aumento da temperatura e baixa Umidade Relativa do Ar (UR%), estando o valor mínimo da UR%:

Entre 21 e 30% - Estado de Atenção

Cuidados a serem tomados:

Evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas;Umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins, etc.;Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas, etc.;Consumir água à vontade.

Entre 12 e 20% - Estado de Alerta

Cuidados a serem tomados:

Observar as recomendações do estado de atenção;Suprimir exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas;Evitar aglomerações em ambientes fechados;Usar soro fisiológico para olhos e narinas.

Abaixo de 12% - Estado de Emergência

Cuidados a serem tomados:

Observar as recomendações para os estados de atenção e de alerta;Determinar a interrupção de qualquer atividade ao ar livre entre 10 e 16 horas como aulas de educação física, coleta de lixo, entrega de correspondência, etc.;Determinar a suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em recintos fechados como aulas, cinemas, etc., entre 10 e 16 horas;Durante as tardes, manter com umidade os ambientes internos, principalmente quarto de crianças, hospitais, etc.