Estado

Foto: João Batista

Durante a 80ª Sessão Ordinária de 2015 do Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), realizada nessa quinta-feira (22/10), foram escolhidos pela Corte os membros que irão compor o Comitê Gestor Regional de Priorização do 1º Grau. Coube ao Pleno eleger para o cargo de presidente um juiz eleitoral (1º Grau) como titular e outro suplente, indicados pela presidência do Tribunal, além de outros dois juízes de 1º Grau, titular e suplente, e dois servidores, titular e suplente a partir de lista de inscritos aberta aos interessados.

A presidente do TRE, desembargadora Ângela Prudente, indicou para presidir o Comitê o juiz eleitoral Adolfo Amaro Mendes, tendo como suplente a juíza Ana Paula Brandão Brasil, os nomes foram aprovados pela Corte. Também por unanimidade foram eleitos, a partir da lista de inscritos, os juízes eleitorais Jordan Jardim (13ª Zona Eleitoral de Cristalândia), titular, e Wellington Magalhães (26ª ZE de Ponte Alta), suplente; e os servidores Suelene Ferreira de Souza Barbosa (18ª ZE de Paranã) como titular e Geraldo Gomes de Lima Neto (14ª ZE Alvoarada), como suplente. Na lista de magistrados interessados também estava inscrito o juiz Milton Lamenha, da 23ª ZE de Pedro Afonso.  

“São magistrados de profícua atuação e reconhecida competência. Todos desempenham um excelente trabalho junto à Justiça Eleitoral e agradecemos por manifestarem mais este interesse em contribuírem com as ações da Gestão e, em especial, para priorização do 1º Grau”, afirmou a presidente do TRE, desembargadora Ângela Prudente, durante a escolha dos Membros do Comitê.

Eleições Diretas

O Comitê ainda contará com um juiz eleitoral e um servidor, escolhidos por meio de eleições diretas promovidas pela Presidência do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins. Os processos eleitorais estão em trâmite com editais de números 4 e 5/2015, respectivamente. O mandato dos membros será de dois anos, a contar da data da publicação do ato de constituição.

Comitê Gestor

O Comitê Gestor Regional de Priorização do 1º Grau, foi instituído no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins por meio da portaria nº 483/2015, seguindo o que prevê a Resolução nº194/2014 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).