Educação

Foto: Divulgação

Mais de 7,7 milhões de pessoas que se inscreveram para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todo o País fazem hoje a primeira etapa do exame. No Tocantins, foram confirmadas 66.998 inscrições. Os portões de acesso onde serão aplicadas as provas serão abertos às 11 horas e fechados às 12 horas e as provas terão início às 12h30min, no horário do Tocantins, que está fora do horário de verão.

Os locais da prova e dados como endereço, andar, número da sala e número do candidato, foram disponibilizados somente aos inscritos no cartão de confirmação da inscrição, que pode ser consultado diretamente no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para fazer as provas é necessário apresentar um documento de identificação original com foto. Em caso de perda, extravio, furto ou roubo de documento de identificação, o participante deve apresentar o Boletim de Ocorrência com data de, no máximo, 90 dias antes do exame. Não é obrigatória a apresentação do cartão de confirmação da inscrição para a realização da prova.

Os participantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. Hoje, serão realizadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. Amanhã, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos.

Segurança

Cerca de 30 mil profissionais farão a segurança dos malotes do exame, que devem percorrer um total de 326 mil quilômetros - incluindo a entrega das provas e o retorno dos cartões de resposta. “Tentativa de fraude podemos ter. Agora, que vamos pegar, vamos pegar. E que vão pagar caro, vão pagar”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na última quinta-feira, acrescentando que as provas estão “totalmente seguras” e que, até o momento, o ministério não detectou vazamento.

 

Por: Redação

Tags: ENEM, Inep