Educação

Foto: Elias Oliveira

Um representante da Fundação Lemann esteve na Secretaria de Estado da Educação (Seduc) nesta segunda-feira, 26, para tratar da formação dos diretores das escolas da rede estadual de ensino após o processo de eleição direta. Na ocasião, Guilherme Antunes foi recepcionado pelo secretário Adão Francisco de Oliveira e pelo corpo técnico da Seduc. Após o encontro, Antunes e os técnicos da Pasta se reuniram para adequar uma proposta oficial da fundação para que os novos gestores escolares sejam capacitados, a partir de 2016.

A gestão democrática é um dos pilares da nova política implementada pelo Governo do Estado para a educação tocantinense. De acordo com o secretário Adão Francisco, o processo de eleição dos diretores das unidades educacionais vai muito além da simples votação em candidatos estabelecidos. “Neste caso específico da formação dos gestores educacionais, nós queremos que eles compreendam o sentido filosófico da Educação Integral e Humanizada”, explicou.

Fundada em 2002, a Fundação Lemann é uma organização sem fins lucrativos. Com suas iniciativas e ações, a entidade busca contribuir para que o Brasil tenha, até 2018, soluções inovadoras de alta qualidade no cotidiano da educação. De acordo com o gerente de projetos da entidade, dentro dos estudos realizados pela Fundação, a gestão escolar foi um grande mote para o desenvolvimento do sistema de ensino-aprendizagem. “A gestão é um campo que sempre aparece com muita força e, nos próximos anos, será uma das nossas principais estratégias”, pontuou Guilherme Antunes.

A diretora de Desenvolvimento da Gestão Escolar da Seduc, Valdete Pagani e o corpo técnico da Seduc se reúnem para receber e adequar a proposta trazida pela Fundação Lemann. “Após fazermos a eleição direta dos diretores das escolas, iremos realizar uma formação com os eleitos. Nesta tarde iremos ouvir a proposta trazida pela Fundação e faremos as adequações necessárias”, completou.

Gestão democrática

Iniciado em 2015, o processo de democratização da gestão escolar no Tocantins está em fase de elaboração do edital para o processo seletivo dos candidatos a diretores das unidades educacionais da rede estadual. A avaliação será realizada pela Comissão Permanente de Seleção da Universidade Federal do Tocantins (Copese / UFT) e visa estabelecer uma lista de candidatos aptos a disputar a eleição direta. Passado o processo eleitoral e escolhidos os novos gestores educacionais, o passo seguinte será a formação desses profissionais que irão atuar junto às escolas estaduais e conveniadas.

“Com este processo seletivo, nós procuramos uma forma de garantir que os candidatos tenham um conhecimento específico do universo escolar. A ideia é que seja formada uma lista de, no máximo, três candidatos que irão apresentar um plano de gestão da escola. Posto isso, ofertaremos o processo de formação dos diretores já eleitos”, concluiu Adão Francisco.