Estado

Foto: Roberto Stuckert Filho

A presidente Dilma Rousseff fez dois importantes anúncios na última sexta-feira, 23, na reunião com empresários do Tocantins. Confirmou Marivaldo Melo na presidência do Banco da Amazônia e anunciou R$ 10 milhões para a construção da Arena de Jogos e piscina olímpica (a primeira do Estado), como legado dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. Os anúncios atenderam a pedido da ministra da Agricultura, senadora Kátia Abreu.

Dilma Rousseff disse aos empresários do Estado (em reunião articulada pela ministra Kátia Abreu) que as crises econômicas são dolorosas demais para não serem aproveitadas como ganho. A presidente conclamou a todos a defenderem o Matopiba, que será uma fronteira agrícola planejada.  O Matopiba teve um crescimento acumulado de 49,4% nas últimas três safras (contra 11% do Brasil) e tem um PIB per capita equivalente a 40% do indicador nacional.

No encontro, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins, suplente de deputado Paulo Carneiro, reforçou à presidente a necessidade de conclusão da Hidrovia do Tocantins. Já o presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fieto), empresário Roberto Magno Martins Pires, falou da importância de se investir na construção civil, ficando para o presidente da Federação do Comércio, Etelvino Pisoni, reforçar a relevância do setor que comanda no Estado. Os três dirigentes classistas, entretanto, se colocaram otimistas quanto ao ano de 2016 e a melhoria da economia do país no próximo ano.

A ministra Kátia Abreu fez no encontro uma palestra sobre o Matopiba, realçando o interesse de três fundos de investimentos que querem investir recursos da ordem de R$ 20 bilhões na região. A ministra demonstrou à Presidente e empresários, a demanda da logística estadual que os governadores levantaram com vistas a futuro financiamento pelo governo japonês. A presidente Dilma Roussef, na oportunidade, convidou os quatro governadores do Matopiba para acompanha-la ao Japão.  O acordo que deverá ser assinado com o governo japonês está sendo elaborado pelo próprio governo japonês, Jica (Japan International Cooperation Agency) e o Ministério da Agricultura, sob a coordenação da ministra Kátia Abreu.

Jantar 

Ainda na sexta-feira, a ministra Kátia Abreu e o seu marido, agrônomo Moisés Gomes, receberam em jantar na sua residência na Capital a presidente Dilma Rousseff, governador Marcelo Miranda e os prefeitos das quatro maiores cidades do Estado:  Carlos Amastha (Palmas), Ronaldo Dimas (Araguaína), Laurez Moreira (Gurupi) e Otoniel Andrade (Porto Nacional). Um jantar informal que teve também a presença de amigos mais próximos da ministra, em que a presidente Dilma ficou por cerca de três horas, em clima de descontração. No cardápio, frangu caipira, angu, quiabo, leitoa pururuca e carneiro assado.