Polí­cia

Foto: Divulgação

Após quatro meses de investigações, por volta das 17h40min da tarde dessa quinta-feira, 29, equipes de policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) Núcleo Norte, de Araguaína, comandados pelo delegado José Anchieta de Menezes Filho efetuaram a apreensão de 130 quilos de maconha, a qual estava em poder de Joemar B. dos S., de 47 anos, o qual foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Conforme o delegado, a operação, que resultou na apreensão da grande quantidade de drogas, que estava escondida em uma casa na Vila Rosário, foi iniciada ainda no mês de junho do corrente ano, devido a levantamentos feitos pela Deic de que um traficante estaria utilizando o local, onde a droga foi apreendida, para armazenamento de entorpecentes.

No começo dessa semana, os policiais civis conseguiram obter a informação de que um grande carregamento de drogas chegaria a Araguaína e, diante desse fato e, após a confirmação de que a drogas já estava na cidade, o delegado Anchieta representou, junto ao Poder Judiciário, por um mandado de busca e apreensão, na residência mencionada.

Em menos de três horas, o Juiz da 2ª Vara Criminal de Araguaína expediu o mandado de busca e apreensão e, com a ordem judicial em mãos, o delegado e sua equipe deslocaram-se até a casa que, para surpresa de muitos, ficava a apenas 100 metros da sede da DEIC, demonstrando a ousadia do traficante em armazenar entorpecentes, tão próximo a uma unidade policial sem um mínimo de preocupação quanto à prática da atividade criminosa. No local, os agentes localizaram e apreenderam 99 tabletes de maconha, os quais totalizaram 130 da droga, que estava sendo vigiada por Joemar, o qual foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Em seguida, os policiais civis da Deic foram até o endereço do traficante, que seria o dono da maconha, no entanto, ao perceber a chegada dos agentes, o indivíduo conseguiu fugir e está sendo procurado pela Deic. Após os procedimentos cabíveis, Joemar foi encaminhado à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína – CPPA, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Para o delegado Anchieta, à apreensão dos 130 quilos de drogas significam uma importante vitória da Polícia Civil e da sociedade Araguainense, no combate ao tráfico de drogas, uma vez que essa grande quantidade de maconha não mais chegará às mãos de pequenos traficantes e usuários, visto que o entorpecente seria distribuído e comercializado em várias “bocas de fumo” da cidade.

“Ressaltamos que o resultado da operação, que culminou na apreensão de toda essa droga, é fruto do trabalho investigativo, que vem sendo realizado, de forma incansável pela Deic, no combate e repressão ao tráfico de drogas, em Araguaína e região norte do Estado do Tocantins e, nessa missão, contamos com o apoio da população, que através do Disk Denúncia, em muito tem nos ajudado”, frisou.