Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Carlos Henrique Gaguim (PMDB/TO) durante a reunião da Comissão Mista de Orçamento (CMO), na tarde da terça-feira, dia 03, solicitou ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, a liberação, com urgência, dos recursos de captação interna e externa realizados em 2014 e até hoje não pagos pelo Governo de Tocantins por falta de repasse pelo Banco do Brasil, que somados totalizam mais de 240 milhões, segundo o deputado. 

O líder da bancada de Tocantins explicou que “como coordenador da bancada, já cobrei providências do Banco do Brasil e do Governo do Estado. O Estado fica sem credibilidade, pois os empresários ganham a licitação, realizam o serviço e não recebem pelo trabalho prestado. Isso gera uma insegurança jurídica e trava o desenvolvimento econômico tocantinense", afirmou. 

Sabe-se que o empréstimo foi feito junto ao Banco do Brasil e destinado as obras com pavimentação asfáltica de rodovia e de vias públicas em municípios do Estado de Tocantins, projetos denominados de “pró-município” e “pró-rodovia”. O valor pendente de liberação está na Secretaria do Tesoura Nacional (STN) para o pagamento desde dezembro de 2014, segundo Gaguim. 

“Precisamos cumprir nossos contratos e o resultado dessa inadimplência é que trabalhadores já estão sendo demitidos e o desenvolvimento econômico do estado fica prejudicado com a falta de credibilidade", disse.