Campo

Foto: Divulgação

A partir de denúncias anônimas realizadas ao Disque Defesa da Adapec, dois laticínios foram interditados por fabricação clandestina de queijos, evidenciadas pelas deficitárias condições das instalações e de higienização, além de não possuírem registro no serviço de inspeção oficial. Durante a ação, que ocorreu nesta terça-feira, 10, no município de Colmeia, os proprietários foram multados, e os 540 quilos de queijos apreendidos foram destruídos no lixão da cidade. A ação contou com o apoio da Policia Militar.

De acordo com os inspetores agropecuários da Adapec, que realizaram a ação, em um dos estabelecimentos o queijo estava sendo fabricado em barracos de palha ao lado de pocilgas e galinheiros. Alguns produtos estavam em fase de processamento e outros sendo estocados sem refrigeração, em embalagens sem rotulagem, data de fabricação, validade e demais informações sobre a procedência.

Os inspetores relataram ainda que no outro estabelecimento fiscalizado, além da ausência de registro no serviço de inspeção oficial, as instalações eram precárias, sem equipamentos mínimos para o processamento do leite, como a pasteurização e refrigeração do produto. Além disso, os funcionários estavam sem uniformes e não atendiam as normas das boas práticas de fabricação. Ambos os estabelecimentos eram reincidentes porque já haviam sido interditados em outra ocasião.

Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, o comércio clandestino é uma concorrência desleal que coloca em risco à saúde do consumidor. “Por isso precisamos contar com o apoio da população, para denunciar à Adapec suspeitas de estabelecimentos clandestinos e à Vigilância Sanitária quando o produto já estiver no comércio”, explicou.

A Adapec dispõe do Disque Defesa por meio do telefone 0800 63 11 22.