Estado

Com o objetivo de regularizar a oferta do transporte escolar em todos os municípios que integram a Comarca de Paraíso do Tocantins, o Ministério Público Estadual (MPE) instaurou, nesta terça-feira, 10, Procedimento Administrativo Preparatório para apurar a qualidade dos veículos que atendem aos estudantes, bem como a existência dos itens obrigatórios de segurança.

De acordo com o Promotor de Justiça Guilherme Goseling Araújo, laudos do Detran do Tocantins comprovam diversas irregularidades no serviço de transporte escolar nos municípios de Paraíso do Tocantins, Abreulândia, Divinópolis, Marianópolis, Monte Santo e Pugmil.“Um grande número de veículos foi reprovado na vistoria do Detran, em todas as cidades, inclusive com irregularidades graves, como falta de extintor, de cinto de segurança, luzes de sinalização e farol, entre outros”, comentou o Promotor de Justiça.

O MPE requisitou que os municípios regularizem todos os ônibus reprovados na vistoria do Detran no prazo de 60 dias.