Polí­tica

Foto: Divulgação

Durante Assembleia-Geral da União de Parlamentares Sul-Americanos e do Mercosul (UPM) realizada no plenarinho da Assembleia Legislativa, em Palmas, nesta última quinta-feira, 19, o deputado estadual Wanderlei Barbosa (SD), também anfitrião do evento, foi eleito vice-presidente de uma das diretorias.

No encontro, Wanderlei Barbosa destacou a importância da união parlamentar, pois, segundo afirmou, são debatidas pautas de relevância para o País e para a América Latina. O parlamentar mencionou temas como Pacto Federativo e Destinação dos Resíduos Sólidos, destacando inclusive o desastre de Mariana em Minas Gerais que passa a ser um tema obrigatório do bloco.

O parlamentar também frisou a relevância do debate sobre estudantes brasileiros que fazem medicina na Bolívia e na Argentina para que tenham segurança de trabalho no Brasil quando retornarem formados. “Essa será uma luta nossa para que esses estudantes ao retornarem ao país possam exercer sua profissão com segurança”, argumentou.

Durante a reunião, ficou assegurado também o envio de um relatório para análise da nova diretoria a respeito do legado que ficou para a cidade de Palmas em virtude de ter sediado os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, já que foram investidos no evento mais de 40 milhões de reais dos cofres da União.

Na Assembleia, também foi empossado o novo presidente da União Parlamentar, o deputado Francisco Souza (PSC/AM), que assume o lugar do ex-presidente, deputado Kennedy Nunes (PSD/SC). 

Souza, durante sua fala demonstrou preocupação com a BR 319, que liga o Amazonas ao restante do Brasil, com a Panamericana que, juntas, já receberam 100 milhões de reais em investimentos e, depois de iniciadas há 48 anos, ainda não foram concluídas. O relatório destaca também preocupações com as BR's 010 e 242, ambas envolvendo diretamente o Estado do Tocantins e sem previsão de conclusão.

Participaram do evento o presidente do Bloco Brasileiro da UPM, Kennedy Nunes (PSD-SC), o secretário-geral da UPM, Belarmino Lins (PMDB-AM), o coordenador da UPM, Carlos Alberto (PRB-AM), e os deputados estaduais Rodrigo Minotto (PDT-SC), Francisco Souza (PSC-AM), Dr.Gomes (PSD-AM) e Ciro Simoni (PDT-RS).