Campo

Foto: Divulgação

Os inspetores da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) receberam treinamento para atualização e controle do Mormo, doença infectocontagiosa que afeta equídeos. A capacitação encerrou-se na tarde da última quinta-feira, 19, em Formoso do Araguaia, região sul do Estado. O curso teve início no dia 17 e capacitou 23 servidores, integrantes do Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas do Tocantins (Gease/TO).

Segundo o presidente da Adapec, Humberto Camelo, esta qualificação é uma resposta da Agência após a constatação de casos de mormo no estado. “Qualificamos nossa equipe que atua diretamente no controle dessas enfermidades, para garantirmos a segurança sanitária do nosso rebanho de equídeos, e que o Tocantins retome o status de zona livre da doença,” disse ele.

Durante o curso, foram realizadas aulas teóricas e práticas, com uso de aplicação do teste de maleína, etiologia, epidemiologia, transmissão, patogenia, diagnósticos, identificação de sinais clínicos e diagnósticos do Mormo. Foram ainda realizadas colheitas de materiais de animais para estudo da doença e necropsia.

A diretora de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal da Adapec, Regina Barbosa, disse que o curso trouxe novas técnicas de diagnóstico do mormo, o que vai possibilitar uma atuação mais eficaz dos técnicos. “Foi uma atualização dos métodos, com mais conhecimentos na prática e muitos exemplos que darão mais segurança ao nosso trabalho”, disse.

O curso de maleinização foi ministrado pelo médico veterinário, Pedro Paulo Miranda da Silveira que é Fiscal Federal do Serviço de Inspeção e Saúde Animal (SISA) da Superintendência Federal da Agricultura de Pernambuco.

Gease/TO

O Grupo Especial de Atenção às Enfermidades Emergenciais ou Exóticas do Tocantins é composto por médicos veterinários da Adapec. A equipe atua de forma emergencial em todas as regiões Estado no combate às doenças que acometem os animais.