Polí­tica

Foto: Divulgação

Atendendo a um convite do deputado estadual Elenil da Penha (PMDB), o secretário de Segurança Pública do Tocantins, Cesar Simoni, o subsecretário da SSP, Abizair Paniago, e o delegado geral da Polícia Civil, Roger Knewitz, estiveram, esta semana, no gabinete do parlamentar, na Assembleia Legislativa do Tocantins, para discutir políticas de combate à criminalidade no Estado.  “Os tocantinenses estão assustados com o aumento dos casos de violência e cabe a nós, enquanto representantes do povo, propor e cobrar ações que venham a minimizar a sensação de insegurança”, afirmou o parlamentar.

Segundo Elenil, apesar de não ser ostensiva, a Polícia Judiciária exerce papel fundamental para a diminuição dos casos de criminalidade. “A Polícia Civil, ou Judiciária, como também é conhecida, tem como principal atribuição elucidar crimes, o que é feito através da colheita de provas e da identificação dos autores. É com base na investigação conduzida pela instituição, que o Ministério Público tem condições de denunciar os acusados e a Justiça de puni-los conforme determina o Código Penal. A condenação tem caráter educativo e preventivo”, explicou o deputado.

Durante a reunião, o titular da SSP ressaltou que a Polícia Civil tocantinense ainda não conta com uma estrutura adequada para o exercício de suas funções, mas que o governo do estado está trabalhando para mudar esta realidade. “Infelizmente, as condições das nossas delegacias não são boas. O efetivo também está longe de atender as necessidades da instituição. De todo modo, temos realizado ações pontuais para combater a criminalidade e buscado parcerias a fim de tornar a nossa política de segurança pública mais ágil e eficiente”, declarou Simoni.

A pedido de Elenil, o secretário disse que vai estudar uma forma de manter uma equipe do Grupo de Operações Táticas Especiais da Polícia Civil em Araguaína durante o período de férias e festas de fim de ano. “A segunda maior cidade do Tocantins precisa de uma equipe do GOTE para atendê-la em caráter permanente. Como ainda não é possível, solicitei ao secretário, a presença do grupo no período em que Araguaína recebe mais visitantes”, finalizou o parlamentar.