Estado

O Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO) declarou nesta segunda-feira, 7, apoio à greve dos servidores da Saúde do Estado do Tocantins, iniciada hoje, sob a liderança do Sintras-TO, sindicato da categoria.

O Simed entende que entre os fatores que levaram a saúde do Tocantins ao atual quadro está a "falta de compromisso com o Sistema de Saúde (SUS) por parte da atual administração do Estado".

Confira abaixo a nota da íntegra do Simed.

Nota de Apoio à Greve dos Servidores da Saúde

O Sindicato dos Médicos no Estado do Tocantins (SIMED-TO) no uso de suas atribuições regimentais, vem a público expressar seu apoio à greve dos servidores da Saúde do Estado do Tocantins, iniciada nesta segunda-feira, 7 de dezembro de 2015, sob a liderança do Sintras-TO.

O SIMED-TO entende que entre os fatores que levaram a saúde do Tocantins ao quadro caótico em que se encontra está a falta de compromisso com o Sistema de Saúde (SUS) por parte da atual administração do Estado do Tocantins, ao deixar de fornecer as mínimas condições de trabalho, como insumos, medicamentos e equipamentos, somada à irresponsabilidade de descumprir os sucessivos acordos e compromissos com os servidores do quadro da saúde, promovendo sucessivos calotes e desrespeitos aos direitos trabalhistas e às leis estaduais que afiançam as reivindicações dos servidores.

Diante desta realidade, o SIMED-TO registra incondicional apoio à luta dos servidores da saúde e exige da Administração Estadual o respeito e o cumprimento aos acordos firmados para o atendimento à pauta de reivindicação da categoria.

Janice Painkow

Presidente

Por: Redação

Tags: Greve, Simed, Sintras