Cultura

Foto: Divulgação

A convite do ministro da Cultura, Juca Ferreira, o secretário de Estado da Cultura, Melck Aquino, está no Rio de Janeiro participando do Emergências, um encontro Global de Cultura, Ativismo e Política. O evento acontece até o dia 13 de dezembro e é realizado pelo Ministério da Cultura (Minc) em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF). As despesas da viagem estão sendo custeadas pelo Minc.

Para o secretário, o encontro é um momento de reflexão sobre o papel da cultura nas problemáticas da vida cotidiana. "O impacto positivo de participar do Emergências é incrível, mágico e, por que não dizer, lúdico. Se num primeiro momento o evento nos convida a colocar na berlinda as emergências que assola a nossa sociedade em geral e suas implicações culturais, ele também nos permite conhecer as emergências pujantes e criativas que explodem pelo Brasil afora, e aqui já dizendo num jogo de palavras, que se materializa naquilo que emerge, que brota", explica.

Emergências

De acordo com o Ministério, o evento tem como objetivo debater o papel da cultura e sua dimensão simbólica nas disputas sociais, políticas e econômicas. Na programação do Emergências estão discussões sobre temas como o debate político do Brasil; as aventuras políticas do século XXI; Feminismo; a relação entre cultura e Cidade; a cosmopolítica e as culturas indígenas; a revolução comunicacional que cria a massa de mídias; a internet como espaço público; a crise migratória e a interculturalidade; as estéticas emergentes e a nova arte; o aquecimento global; as fissuras no capital e os novos caminhos econômicos; a política de drogas e a relação com o extermínio da juventude negra, entre outros assuntos.

Diversos convidados estarão presentes nos dias em que ocorrem o encontro, como o cantor, compositor, ex-ministro da Cultura e ativista digital Gilberto Gil; o americano Lawrence Lessig, um dos maiores defensores da internet livre; a advogada e ex-senadora da Colômbia Piedad Córdoba; a filósofa, artista e feminista Márcia Tiburi; o escritor e roteirista Gregorio Duvivier, um dos criadores do Portas dos Fundos, e a senadora uruguaia Constanza Moreira. (com informações do Ministério da Cultura)

Por: Redação

Tags: Melck Aquino, Ministério da Cultura