Meio Ambiente

Foto: Divulgação

Serão repatriadas a partir desta segunda-feira, 14, pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), 138 aves silvestres, sendo 101 papagaios, 20 araras e 17 periquitos, nativas da fauna tocantinense e resgatadas pela Polícia Militar, Ibama e Polícia Federal no Estado do Goiás. As aves estão desde setembro no Centro de Triagem de Animais Silvestres do Goiás (Cetas/GO) e seriam usadas no contrabando de animais silvestres.

A veterinária do Naturatins, Grasiela Pacheco explicou que o órgão ambiental possui o projeto de repatriação que é o retorno dos animais silvestres que são apreendidos em outros estados do território brasileiro e internacional. “Temos o objetivo de trazer de volta os animais que foram retirados da fauna tocantinense. Como é o caso das aves, pois se trata de um número significativo”, explicou a veterinária. Segundo Grasiela, a presença das aves irá contribuir para o enriquecimento das áreas do Tocantins que estão fragilizadas em termos de números de indivíduos. 

 A repatriação, segundo Grasiela Pachecho, foi planejada durante dois meses pelo Naturatins. “Como eles foram apreendidos em outro estado e ainda são pequenos, tivemos que preparar quatro pontos de apoio distribuídos pelo estado com recintos especiais, além de pensar na logística do transporte do Goiás para cá”, explicou. Além dos recintos construídos principalmente para abrigar os animais silvestres, a veterinária ressalta que 10 caixas, contendo de oito a 10 lugares, tiveram que ser fabricadas sob medida para a realização do transporte.

Os recintos foram construídos em quatro fazendas. “Será necessário um processo de ambientação para que as aves possam ser reinseridas na natureza”, ressaltou Grasiela. Depois, quando estiverem prontos para a soltura, a veterinária explicou que será realizado em um processo gradual.

Linha Verde

Quem for flagrado traficando animais silvestres pode ser multado em R$ 500,00 por exemplar, caso o animal não esteja na lista de extinção. Em caso de reincidência no mesmo tipo de crime ambiental, o valor da multa pode ser triplicado. Se for um animal que está na lista de extinção é acrescido um valor que pode variar de R$ 3 mil a R$ 5 mil.

É importante a população denunciar crimes ambientais, para isso basta ligar no telefone 0800-631155.