Economia

Foto: Maradona

Executivos do Grupo Big, do ramo de supermercados, interessados em construir um novo empreendimento na Capital do Tocantins, foram recebidos na tarde desta quarta-feira, 16, na pela equipe da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur).  A proposta apresentada pelo empresários é de construção de um novo centro comercial e shopping center em  Palmas.

“Nosso grupo já está consolidado no mercado varejista da cidade, com a abertura de duas novas lojas. O objetivo agora é ampliar nossa área de atuação e atender a uma demanda reprimida apontada nos estudos de viabilidade econômica e financeira realizados para esse projeto”, afirmou o empresário Cristiano de Mello Álvares.  Ele ainda informou que até junho de 2016 seu grupo contará com cerca de 1 mil colaboradores na Capital.

Acompanhando o empresário, o consultor de negócios Wellington Romanhol disse que o novo empreendimento seguirá as tendências de mercado, que são atender a comunidade em diversos setores,  unindo produtos e serviços em um mesmo lugar. “As pessoas precisam de praticidade e segurança,  num espaço que lhes ofereça um grande leque de opções”, considera.  O consultou explicou que o centro comercial terá, além de lojas,  clínicas e consultórios, equipamentos de acesso à cultura,  uma unidade hoteleira e espaços para convenções e eventos de pequeno porte, com estacionamento que atenda a todo esse público. Segundo ele, o investimento a curto prazo será de R$ 100 milhões  na planta inicial de 40.000 m² e 47 mil ABL (Área Bruta Locada), com expansão prevista de 20% no prazo de quatro anos. A parceria proposta ao Governo do Tocantins é de cessão do terreno.

De acordo com o superintendente de Desenvolvimento Econômico da Sedetur, Vilmar Carneiro, o projeto será apresentado ao Conselho de Desenvolvimento Econômico (CDE) para ser analisada a sua viabilidade. “O projeto que o grupo está apresentando, a princípio, vem  ao encontro das necessidades presentes e futuras da Capital e do Estado e sua concretização, dessa forma,  será muito importante para o nosso desenvolvimento. O Estado precisa contribuir para que o empreendimento se viabilize, adequando as normas de concessão da área e também condicionando sua transferência definitiva à execução completa do projeto, com sua total utilização. Dessa forma, estará  cumprindo seu papel de fomentar o desenvolvimento do Tocantins”, avaliou.

Também participaram da reunião o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Urbano e Habitação e presidente da Companhia Imobiliária do Estado do Tocantins (Terrapalmas), Aleandro Lacerda; o diretor de Desenvolvimento Estratégico e Atração de Investimentos, Paulo Mendonça,  o assessor tributário do CDE,  Jales Pinheiro Barros, e os executivos do Grupo Big, Nunde Antônio Borges e Antônio Célio de Lima.