Educação

Foto: Divulgação

Uma possibilidade de desmembramento de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deve ser estudada em breve. A mudança seria aplicada para separar provas dos alunos que querem apenas a certificação no segundo grau dos que querem concorrer a uma vaga na universidade.

Dados do Ministério da Educação (MEC) apontam que pouco mais de seis milhões que prestam provas do Enem, 800 mil querem obter o diploma. Outros 5,2 milhões são candidatos às universidades. Segundo o MEC, a dificuldade de mudar o sistema está na situação de que muitos estudantes que, a princípio, querem apenas o diploma de conclusão daquele ciclo escolar, acabam posteriormente usando a mesma nota do Enem para acessar ao ensino superior, sem precisar de nova prova. Em caso de separação das provas, este aluno precisaria se submeter a novo exame.

Por isso, a Pasta deve estudar uma alternativa de realização do exame que contemple as duas pontas. Já em relação à possibilidade de realização de dois exames no mesmo ano, um pleito dos estudantes para terem duas oportunidades por ano de ingressar no ensino superior, o MEC não quis se pronunciar.

Enade digital

O MEC também anunciou que está preparando a realização de Enades de forma digital. O Enade é o exame do aluno que está concluindo o ensino superior. A intenção seria tornar o exame mais atrativo e específico. (com informações da Agência Estado)

Por: Redação

Tags: ENEM, Enade, Ministério da Educação