Polí­cia

Foto: Divulgação

A menina Laura Vitória Oliveira da Rocha continua desaparecida há seis dias. O dono do supermercado onde ela foi vista pela última vez liberou na última quarta-feira (13) as imagens do circuito interno do local. Ele afirmou que até ontem a polícia não foi pedir informações ou olhar o vídeo das câmeras de segurança.

Laura Vitória saiu de casa por volta das 10h30 de sábado (9) para ir a um supermercado e desapareceu quando foi comprar uma lata de milho num mercado próximo de casa. Ela mora com a avó na região sul da capital. O caso gera forte comoção social e tem repercutido nas redes sociais.

As imagens mostram o exato momento em que a criança entra e sai do local, no setor Lago Sul.

Procurada pelo Conexão Tocantins, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP) informou nesta quinta-feira, 14, que as investigações do caso está integralmente a cargo da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), sob o comando do delegado João Sérgio Vasconcelos Kenupp.

O caso foi encaminhado da Delegacia de Proteção à Criança e o Adolescente (DPCA) para a DHPP na tarde de ontem (13). Para não prejudicar os trabalhos de investigação policial, a DHPP informa que as investigações estão sendo realizadas sob total sigilo policial. A SPP adianta ainda que, até a manhã de hoje (14), a DHPP já avançou positivamente na solução do referido caso porém não especificou a linha de investigação.

Os parentes também já tiveram acesso às imagens do mercado e reclamam do fato de a polícia ainda não ter solicitado o vídeo.

Manifestação

Na última terça-feira, parentes e amigos da menina fizeram uma manifestação durante a tarde, no centro da capital. O protesto foi feito na avenida Juscelino Kubitschek, em frente à sede da prefeitura de capital. Os cartazes usados durante o ato continham mensagens de fé e pedidos de Justiça.