Ciência & Tecnologia

Foto: Divulgação

Com o objetivo de estabelecer acordo de Cooperação Técnica entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Tocantins (Fapt), a Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Inovação e Empreendedorismo (Sectei) e a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), o presidente da Fapt e também da Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação (Agetec), George Brito, estará no período de 18 a 21/01, em Campo Grande/MS.

A visita irá resultar em uma parceria entre as duas instituições no sentido de favorecer a Fapt e a Agetec, com a utilização do Sistema de Informação e Gestão de Projetos de Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (SigFap), desenvolvido pelo Laboratório de Redes e Engenharia de Software (Ledes) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Ufms) e a Fundect.

O SigFap é um Sistema que propõe apoiar o planejamento, gestão, acompanhamento, prestação de contas e avaliação de fomento de projetos de pesquisa  científica e tecnológica, automatizando os processos administrativos por meio de uma plataforma on-line, além de permitir o acompanhamento, em tempo real, pelos envolvidos nos projetos. Também permite a divulgação, submissão, avaliação e acompanhamento da execução de projetos de pesquisa, extensão, apoio a eventos e bolsas de diferentes modalidades.

O Sistema está organizado nas áreas restritas ao pesquisador e para a área administrativa (gestão da Fundação de Amparo à Pesquisa), contemplando três grupos de usuários: Pesquisadores, Consultores Ad-hoc e Administradores.

De acordo com o presidente da Fapt, George Brito, o SigFap é um sistema computacional de gestão de projetos de pesquisa e inovação, já implantado em 15 Estados que compõem a Rede SigFap através do Conselho Nacional de Fundações de Amparo a Pesquisa (Confap). A Fapt será a 16ª em ter acesso ao Sistema por meio desta parceria.

“O responsável pela implantação deste Sistema será o gerente de Tecnologia da Informação, Alain Lima, que durante estes dias irá participar de treinamento do SigFap, para posteriormente implantá-lo na Fapt e na Agetec”, informou. “Em contrapartida a Fapt irá aportar o valor de R$ 3 mil mensais para que a Fundect possa contratar um bolsista que de Mato Grosso do Sul, irá dar manutenção e fazer os ajustes necessários para implantação e funcionamento do sistema no Tocantins”, esclareceu.

Por: Redação

Tags: Agetec, Fapt, George Brito